sexta-feira, 26 de junho de 2009

A esperança não morreu!!

Depois de um não peremptório, veio um talvez.
Vimos necessidade de alargar o prazo de uma decisão, e ganhar algum tempo para ganhar mais um pouco de confiança da Natália.
Por isso nada está perdido.
Neste momento peço-vos que não peçam mais pormenores. Não é por todos aqueles que nos seguem Pela Alexandra ( e a quem deixamos um grande BEM-HAJA), mas por outros que nos seguem Anti Alexandra.
Tentem entender o nosso silêncio.
No nosso encontro em Fátima, poderemos partilhar mais um pouco convosco, tal como trocar ideias.
Peço a Vossa compreensão.
Para nós este "talvez" era a melhor palavra do mundo que podíamos ouvir depois de um não agressivo.
Precisamos neste momento, palavras de acolhimento à Natália.

Continuem desse lado. Nós deste nunca baixaremos os braços.

Um grande BEM HAJA a todos.

E em nome de um grande amigo meu: NAMASTE!!! tens-me dado muita força Zé! um grande beijo em ti também!

Durmam bem.

Ouçam com atenção estas palavras: EU HOJE VOU DORMIR MUITO BEM, pela 1ª vez em 38 dias.

Sofia Ribeiro

205 comentários:

  1. Boa noite Sofia...

    Continua aqui dentro a esperança.

    ResponderEliminar
  2. Só podemos dormir bem com um SIM.
    Palavras leva-as o vento....

    ResponderEliminar
  3. BEM AJA PARA TI TAMBÉM MINHA AMIGA

    DORME BEM MEU ANJO

    ResponderEliminar
  4. Sendo assim, talvez muita gente hoje vá dormir melhor. É preciso carregar baterias e para isso nada melhor que um sono tranquilo. Espero que o sono da nossa menina também seja tranquilo e que sonhe com Portugal.

    Um grande reconhecimento pelo vosso empenho e persistência. Força para todos os que colocaram a sua vida para 2º plano, por uma causa tão nobre.
    m.o.

    ResponderEliminar
  5. A esperança é a última a morrer! Estaremos sempre aqui para o que der e vier!

    ResponderEliminar
  6. Obrigada pela vossa mensagem.
    Querem um argumento de peso para convencer a Natália? Digam-lhe que ela tem a sorte de saber que, no nosso país, há muita gente a querer dar-lhe uma segunda hipótese e que isso não aconteceria nunca com outros países europeus. Em França, então, nunca, mas nunca lhe dariam tais hipóteses.

    ResponderEliminar
  7. Só consigo dizer MUITO OBRIGADO POR ACREDITAREM.

    Descansem bem.

    Fátima Dias

    ResponderEliminar
  8. Caros amigos,

    Se me permitem um conselho, não divulguem contactos pessoais por esta via. Não há que confiar nos "espiões" que andam por aí à solta bem disfarçados. Sabem que foi a advogada Aline Campos, que defendeu Natália, CONTRA O SUPERIOR INTERESSE DA ALEXANDRA; sabem que a Embaixada da Rússia esteve por detrás de tudo; e sabem que o Juíz já disse que não está arrependido e "que se fosse hoje que julgasse o caso fazia igual".
    Afinal todos eles foram os culpados da Alexandra ser deportada para o inferno em que foi viver, enquanto eles vivem tranquilos, de barriga cheia e "bem remunerados", não lhe interessando o volte face da situação. O "SERVIÇO" DA PARTE DELES ESTÁ FEITO!
    CUIDADO!
    Portanto, julgo que dados particulares e conversas sigilosas devem ser tidas por e-mail, ou telefone, não aqui.
    Uma amiga que está convosco Pela Xaninha
    Berta

    ResponderEliminar
  9. Boas,muito obrigado por essas palavras que tb no meu entender são mt positivas e como sempre estamos deste lado sempre do vosso lado a lutar pela nossa PRINCESA.

    Não vamos desistir nunca,e muito obrigado por lutarem tanto pois existem muito poucos seres humanos assim como estes srs Admin deste BLOG.

    Voces são os meus herois.

    Força todos juntos vamos conseguir,nunca perder a fé,pois o pior foi a menina ir para lá,agora é lutar por ela para a ter cá.

    ResponderEliminar
  10. Obrigado Sofia,

    VOLTO AGORA A ACREDITAR...
    Espero que essa sua frase final em que diz que vai dormir descansada pela 1ºvez queira dizer aquilo que todos queremos...

    Xaninha volta...

    Bjs
    Alexandra Borges

    ResponderEliminar
  11. Sofia, já tinha tido notícias tranquilizadoras durante a tarde para o meu telemóvel, da amiga Teresa. Mas, não quero deixar de agradecer a Vossa disponibilidade e o cuidado que nos têm demonstrado, informando de acordo com o possível.
    Um bem-haja para Vocês. Uma boa noite de sono a quem necessite.

    Bjns,
    Marta GMT

    ResponderEliminar
  12. que pesadelo! boa sorte Alexandra muitos beijinhos pra ti

    ResponderEliminar
  13. obrigada sofia pelas suas palavras de conforto mas o dia não foi facil sem noticias todo dia se nao for seguro guardem segredo por muito que me custe mas é melhor eu sofrer do que a nossa menina sobre o encontro está no bom caminho é so escolher o dia mas todas as pessoas querem ao domingo eu já estou a organizar na minha zona acho o dia 12 julho um bom dia o que acha do algarve tia maria bjs alexandra

    ResponderEliminar
  14. A Alexandra está sempre conosco e a luta vai até ao fim. Nunca desistiremos

    Beijinhos Xaninha

    ResponderEliminar
  15. Sofia,
    obrigada pelas palavras.
    NATALIA,pensa bem,agarra esta oportunidade enconto a tens.Se nao agarrares agora o k sera de ti e da tua familia dentro de uns messe??Vais voltar a tentar a sorte noutro pais??Começar td de novo??Ai,na Russia,nao tens as condiçoes minimas na casa,nao tens trabalho,...Ja em Portugal,caso aceites a proposta,teràs casa,trabalho,uma vantagem ja falas bem o portugues,estas a espera de ké??!!K DESISTAM DA PROPOSTA??!!Pensa nisso...
    FAMILIA DO BLOG,FORçA,SEMPRE COM FE
    XANINHA,TU ES A MAIOR VITIMA DISTO TD,K DEUS TE PROTEJA,BJS......ISABEL

    LUXEMBURGO

    ResponderEliminar
  16. tem razão berta não se pode falar muito esse juiz e a advogada deveriam ser enviados os dois para o deserto sem agua nem comida só assim talvez mudassem de ideia mas quem não tem coraçao até no deserto eles eram capazes de sobreviver como pode gente desta ter filhos

    ResponderEliminar
  17. volta natália no algarve estamos contigo e as tuas filhas

    ResponderEliminar
  18. geninha e marilia albufeira por favor organize na zona a ida a fátima peça ajuda na autarquia peça um autocarro para ir as pessoas que quiserem /algarve maria

    ResponderEliminar
  19. Jesus olha pela Alexandra, prepara o caminho... da menina, da mãe, de todos. Esta menina entrou na minha vida e tem estado Sempre no meu pensamento. Com fé e amor vamos conseguir! Obrigada a todos por me fazerem acreditar que é possível mudar! Abraço, Daniela

    ResponderEliminar
  20. Natália, esperamos por si, pela Valéria (se ela quiser) e pela Alexandra, sem esquecer a querida Lúcia e o seu filhote.

    VOLTE, NÃO SE ARREPENDERÁ!

    Tem agora as condições necessárias reunidas, para dar início a uma vida nova, começando tudo do zero e esquecendo o pesadelo do passado.

    Em Portugal, costuma dizer-se que: "Depois de uma tempestade, vem sempre a bonança." e a tempestade a Natália já a viveu cá e continua a vivê-la aí na Rússia. Venha agora viver a bonança! Tem muita gente disposta a ajudar, tudo se resolverá. Verá que entre si e pessoas com quem trocou palavras menos agradáveis, ainda se irá estabelecer uma amizade forte. A vida é assim! Gosta de nos ensinar à sua maneira. Por vezes temos que cair para nos sabermos levantar. Ora, a Natália já caiu. Agora tem a oportunidade de se levantar. Tem muitas mãos estendidas na sua direcção para a ajudarem. Dê-lhes a sua mão também. Só assim é possível puxá-la para cima.

    Venha ser feliz, com as suas meninas e correr na praia com a Lúcia e o seu filhote. Acho que a Natália ainda vai ser muito feliz cá, se quiser!

    m.o.

    ResponderEliminar
  21. Boa noite!

    Muito obrigado Sofia, por as tuas palavras, estava sangrando por dentro desde esta tarde, agora parece que já estou a acreditar novamente.
    Muita FORÇA, não desistam.
    Bjs.

    ResponderEliminar
  22. Mais um dia que passa, mas a esperança continua.
    Vamos lá a ter fé.
    Carla
    Guimarães

    ResponderEliminar
  23. FANDRAL

    Parece incrível, mas não encontrei nada referente àquela notícia. Vasculhei todos os temas que foram abordados hoje nos noticiários da TVI e nada!!! Fui em outros sites de notícias e nada. Vou aguardar para ver se aparece qualquer coisa amanhã, mas agora com a morte do Michael Jackson nem sei se vão cobrir isto de novo.

    Abços

    ResponderEliminar
  24. pessoal voçes ja imaginaram enviar advogada Alina Campos com consul russo e juiz portugues para dezerto?era super divertido!!!olha li num sait russo que consul russo que ajudou a Natasha ja nao trabalha no Lisboa que foi transferido mas ninguem nao sabe para onde.que estranho!escalhar ouviu palavras para ir para deserto e ja foi!

    ResponderEliminar
  25. Carla Buarque,

    desculpe a ousadia, mas se está a referir-se ao caso da Sara, a menina que foi entregue à mãe brasileira, poderá rever o video do jornal da tarde na tvi.

    Entra no site da tvi, clica em programas, depois em informaçao, desliza o rato até Jornal da uma, aí terá os videos.

    Clque na parte 1 - 26/06/2009.

    Pode ser um pouco lento. A noticia fica mais ou meos a meio.

    Qtº à n/ Xaninha, dome com os anjos nós rezamos por Ti!

    Esperança e União, vamos conseguir!

    Maria Eiriz

    ResponderEliminar
  26. Maria Eiriz... Obrigada!
    Eu vasculhei todos os tópicos e não cheguei lá... Sou uma péssima internauta! ;)

    Abços

    ResponderEliminar
  27. Obrigada ao srs do blog por não desitirem da Alexandra.

    ResponderEliminar
  28. Ainda bem que a Esperança renasceu. Tb eu vou dormir melhor. Obg pessoal do Blog. Dorme bem Sofia
    Dorme bem Xaninha
    Força Casal Pinheiro
    Jinhos pa tds os empenhados nesta causa

    ResponderEliminar
  29. Ola Sofia!
    Gostei mto dq disse... Vou continuar no meu canto, c as minhas esperanças, c a minha Fé, acredito desde o 1º minuto q tudo vai correr bem p a Alexandra. N rezo mtas vezes, mas lá em cima aquele Grande SENHOR sabe os meus pensamentos... Eu sei q vou ver a Alexandra um dia destes a chegar a Portugal, a pular de alegria... Nesse dia vai ser um dos dias mais feliz da minha vida!

    Grande beijinho p todos!!!


    Manuela

    ResponderEliminar
  30. Obrigado

    Vou enviar o meu contacto para o mail da Xaninha.

    Mais uma vez muito obrigado.

    Fernanda (Mafra)

    ResponderEliminar
  31. LINK da notícia de mais uma "Alexandra":

    http://www.tvi.iol.pt/mediacenter.html?mul_id=13145939&load=1&pos=1


    Quando aparecer o vídeo do jornal da 1 coloquem para os 27:50 seg.

    ResponderEliminar
  32. Também acho que se tem que ter descrição, apesar de estar desejoso o melhor para precaver era avisar só quando ela entrar no avião, e mesmo assim tenho medo que o desviem .É bom saber que há esperança,pode ser que tenhamos que trocar o dia da ida a ´Fátima para a ia ao aroporto e seguiamos em romaia a Fátima.

    PAULO GOMES
    um abraço

    ResponderEliminar
  33. Acho o que se está a passar vergonhoso, já chega será que não aprendem com os erros isto tem que parar.
    Fála-se no superior interese da criança mas fá-la mais alto o superior interese dos juizes, politicos, paises etc........sofrendo quem realmente precisa,nós cidadão comum temos que dizer basta aos politicos para que revejam a lei.
    Os juizes deviam ter a humildade de reconhecer os seus erros, devem julga-se um DEUS,estando a cima tudo e todos, conseguindo destrui a vida a simples cianças que não se podem defender.
    TENHAM VERGONHA E PAREM PARA PENSAR.

    ABRAÇOS

    ResponderEliminar
  34. Olá Sofia
    Espero que ao dizer "EU HOJE VOU DORMIR MUITO BEM, pela 1ª vez em 38 dias." queira dizer muito. Este pesadelo nunca mais acaba...
    Força, nunca vamos desistir!!

    Beijos Xaninha

    ResponderEliminar
  35. Sofia há um ditado que diz:
    Agua mole em pedra dura tanto bate até que fura.

    Eu Acredito que esta LUTA vá ter um Final Feliz.
    Bem hajam pelo vosso esforço.

    Nina.

    ResponderEliminar
  36. Obrigada Sofia.

    Natália tem tudo ao seu alcance para ser feliz cá em Portugal com as suas meninas. Tem uma famíla de amigos que lhe está a dar a mão, dê-nos a sua mão também.

    Todos temos alturas menos boas na vida, mas com a juda dos verdadeiros amigos, voltamos a cima e conseguimos vencer.

    Estes verdadeiros amigos, Natália estão aqui para tudo. Para viver convosco bons momentos e para a ajudar a superar os menos bons que já teve. O passado já lá vai, agarre o presente e a oferta de um futuro risonho e feliz cá.

    Natália, nos tempos de hoje em que as pessoas só pensam nelas, no seu bem estar, encontar pessoas em Portugal, como nós, que queremos dar a uma mãe e às suas filhas, tudo de bom como queremos para nós e para os nossos é um milagre, Natália.

    Agarre esta oportunidade e não se arrependerá.

    Já conhece a lingua, terá casa, emprego, todo o nosso apoio. A Alexandra já anda na escola que adora e os amigos adoram-na. A Valéria acredito que também vai gostar.

    Estamos cá prontas a recebê-las, acarinha-las, para começar esta nova vida.

    Estes são os verdadeiros amigos!

    Um abraço.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  37. Graça Lobato, você é uma lírica. Se cá apanharem a Natália será para a controlarem e se possível lhe tirarem a filha.

    Mas penso que ela não é tão burra a esse ponto.

    Como pode ela confiar em quem andou com ela nos Tribunais tantos anos para lhe ficarem com a filha.

    Eu não confiaria e ela também creio que não.

    Se ela vier para Portugal não terá vida própria, pois vão querer-lhe cobrar tudo e mais alguma coisa.
    Ninguém que se preze consegue viver assim.

    Mais vale ser pobre do que ser controlada por tantas pessoas que não a vêm sequer com bons olhos.

    Não se iluda quem pensa o contrário, pois é exactamente assim que vai suceder.

    ResponderEliminar
  38. Fiquei feliz com a luz que se fez... a Natália não se vai arrepender pois vai tomar a decisão correcta se voltar para Portugal. Vai ser elogiada pela sua decisão quer na Russia como em Portugal.

    Ela, vai sentir o calor humano e agradecer a Deus a oportunidade que lhe deu de refazer a sua vida.

    Quanto as opiniões contrárias que aparecem neste site... são opiniões revelam apenas as pessoas que são: egoistas e tristes...
    Por isso aconselho a estes anónimos que se mantenham no blogue pois a nossa energia positiva vai acabar por os dominar e voce estará em Fátima a rezar como nós e será feliz.

    Até breve Xaninha...Com a ajuda de Deus..

    ANJO DA GUARDA
    ALEXANDRA COMPANHIA
    GUARDAI A SUA ALMA
    DE NOITE E DE DIA

    Voltem depressa!!! Para gozarem o Verão!!!

    Valéria you have great universities in North of Portugal will be a great experience also for you... you are so pretty here you have a lot of opportunities.

    God bless you all...

    Obrigada a este grupo maravilhosa, é uma honra fazer parte deste blogue, apesar e roubar-me tanto tempo. Estou ansiosa por vos conhecer.

    Bjs
    Paula Odivelas

    ResponderEliminar
  39. UFA!!!
    aTÉ QUE ENFIM, ALGO ANIMADOR.
    MUITO OBRIGADA!!!

    ResponderEliminar
  40. Bom dia a todos !

    MANTENHAM A ESPERANÇA E CONFIEM EM DEUS.

    Pensamento Positivo, sempre !!

    Para ti, querida Xaninha, o maior abraço do mundo ! Coragem, meu anjo.

    ResponderEliminar
  41. Olá, novamente

    Ref. ida ao santuário de Fátima em breve, pois gostaria muito de ir. Minha folga é ao domingo e 2ª feira .
    Lamento não ter nenhum grupo organizado para pedir ajuda a autarquia ... maior parte dos meus amigos não são daqui.

    Contudo, gostaria de falar com D. Marília, trocar impressões com ela, já que ela está também em Albufeira ... Para não trocarmos contactos aqui, combinaríamos um sítio para nos encontrarmos. Se ela concordar, claro.

    ResponderEliminar
  42. Depois de ver o caso de mais uma criança que escapou deste nosso Portugal, pela incompetência da nossa Justiça e Protecção de Menores, com sinais, pelos vistos, evidentes de maus-tratos, começo SERIAMENTE a questionar o profissionalismo dos técnicos que lidam com crianças. Como professora, começo a ter pena das crianças. Quem as devia proteger quer apenas ganhar o salário no final do mês e os MENORES que se defendam!!! Que sociedade inqualificável esta. Tenham vergonha srs DOUTORES JUÍZES e PROTECÇÂO de MENORES. Sinto-me profundamente desiludida.

    ResponderEliminar
  43. Bom dia
    para todos os estão neste blog, para todos os que lutam pela Xaninha e, em especial,
    bom dia Xaninha!

    Pombal

    ResponderEliminar
  44. obrigada geninha por dar atençao ao meu comentario mas nao precisa das pessoas se conhecerem fazemos uma lista e inscreve-se quem quer ir o importante é arranjar um autocarro fale com a marilia um abraço maria algarve

    ResponderEliminar
  45. vamos lutar nao vamos dormir sobre o caso como muita gente fez desistir nunca minha menina a tia nao te esquece dia e noite um bjs meu anjo do algarve tia maria

    ResponderEliminar
  46. GOSTAVA DE SABER MAIS SOBRE ESSE CASO DÁLIA, NÃO TENHO CONHECIMENTO....

    ResponderEliminar
  47. NATÁLIA
    HÁ BOAS OPORTUNIDADES QUE SÓ APARECEM UMA VEZ NA VIDA. OU AS AGARRAMOS, OU PERDEMO-LAS PARA SEMPRE!
    APROVEITE A OPORTUNIDADE PARA QUE AS SUAS FILHAS SE ORGULHEM DA MÃE QUE TÊM!
    NENHUMA MÃE QUER O SOFRIMENTO DOS FILHOS E A SUA INFELICIDADE,POIS NÃO?
    Maria Ferreira

    НАТАЛЬЯ
    Есть хорошие возможности, которые я получаю раз в жизни. Или захватывать, или мы потеряли их навсегда!
    Воспользоваться этой возможностью для своих детей, гордость МАТЕРИ ВЫ!
    NO матери или страдания детей и его несчастье, не так ли?

    ResponderEliminar
  48. gostava de ouvir o srº miguel entre no chat para falarmos um pouco sei que deve andar cansado trabalha e estuda nao e facil mas deus compensa esperamos por si um abraço e pra familia pinheiro nao me canso de falar deles boa gente do algarve maria

    ResponderEliminar
  49. Bom dia
    Vim ao computador só para saber notícias vossas, pois f.semana para mim é duro.
    Fiquei muito contente por ver mais esperança em todos os que li e por se ver uma luzinha ao fundo...
    Graças a Deus.
    Eu acho que Ele mais dia menos dia fica tão "chateado" com tanta reza e tanto pedido que vai enviar-nos a Xaninha só para não ter de nos ouvir mais.
    Um bom dia para todos.
    Isabel Ferreira

    ResponderEliminar
  50. Bárbara, veja o post da Carla Buarque de ontem onde diz:
    LINK da notícia de mais uma "Alexandra":

    http://www.tvi.iol.pt/mediacenter.html?mul_id=13145939&load=1&pos=1


    Quando aparecer o vídeo do jornal tvi coloquem para os 27:50 seg.

    É mais um caso a espelhar a nossa justiça e Protecção de Menores. A Alexandra é a nossa prioridade, o que torna estes novos exemplos, mais desastrosos ainda. Resta-me dizer que a JUSTIÇA é definitivamente CEGA!!
    Alexandra, estamos à tua espera.
    Dália Liberato

    ResponderEliminar
  51. OLA A TODOS NÃO ACHAM COMBINAR O ENCONTRO PARA UM DOMINGO? É O DIA DA SEMANA QUE MAIS PESSOAS ESTÁ LIVRE?

    TAMBÉM HÁ MAIS MISSAS NA CAPELINHA PARA PODER-MOS ASSISTIR..

    AGORA É ESCOLHER ENTRE DIA 5 OU 12 DE JULHO...

    SOFIA, ISABELA, MIGUEL COLOQUEM DÊEM O VOSSO PARECER...

    XANINHA, NATÁLIA, VALÉRIA... ATÉ BREVE COM AJUDA DE DEUS
    BEIJOS
    PAULA DE ODIVELAS

    ResponderEliminar
  52. DÁLIA VOU-LHE PEDIR PARA RESUMIR MAIS OU MENOS A NOTICIA NO SITIO ONDE ESTOU NÃO TENHO PHONES... A CRIANÇA TAMBÉM ESTAVA NUMA FAMILIA DE ACLHIMENTO ERA?

    ResponderEliminar
  53. Bom dia gente,

    Em relação às datas para a ida a Fátima, as que foram colocadas no questionário, foram as datas que foram faladas no blog!

    Eu imagino que será sempre difícil para alguns. Mas será impossível definir uma data conveniente para todos!

    ResponderEliminar
  54. Meu Deus,quando quando juizos do Portugal começam ser mais humanos?sera eles no tem coraçao ou crise aperta bolços e ja possivel ser tao façile comprado?pod ser organizar um protesto?meu marido diz que culpa nao so do juizos!!!que Portugal tem medo dos oltros paises,tem medo ter conflictos.aquel sms da brazileira que diz que portugueses BURROS!eu peço desculpa mas aqui eu tenho que concordar com ela!nao admira nada se um dia vamos ouvir que em Portugal pessoas fazem justiça por proprios maos.pessoas começam nao acreditar na justiça portuguesa!

    Olesya.Luxemburg

    ResponderEliminar
  55. bárbara, esta menina, a sara, de 2 anos é filha de uma relação de um português e uma cidadã brasileira. Além desta menina, esta cidadã tem outro filho, mais velho. O que acontece á que no tribunal de menores de Setúbal, decorria um processo no sentido da regulação do poder paternal, por ambos os progenitores. Várias vezes foi mencionado por relatorios da CPCJ, a existência de queimaduras na menina, mas o tribunal nunca solicitou exames médicos. também o filho mais velho apareceu com golpes no pulso, feitos por uma arma branca. Antes do dia da leitura da sentença, esta senhora foi para o brasil com os filhos (incluíndo a menina) e o tribunal, mesmo após o desrespeito desta perante a justiça, atribuiu-lhe a guarda da menina, nunca tendo verificado as condições em que esta iria viver no Brasil.
    O retorno da menina poderá agora ser apenas decidido pelo Supremo Tribunal Federal do Brasil.
    Agora, fazemos a 1ª pergunta. Como saíu esta senhora do país? Como decide a juíza a favor desta mulher, tendo conhecimento que esta se ausentou antes de ter sido proferida a sentença? Estaremos nós verdadeiramente na Europa desenvolvida? Não estaremos antes no Norte de África? Estou muito baralhada!!
    Dália Liberato

    ResponderEliminar
  56. Miguel Macedo
    gostava de saber se voçes nao queriam trocar data para mes do augosto.coma ja dize a muito gente que esta fora do Portugal e veem para Portugal so mes do augosto.eu falo por mi que adorava encontrar pessoas que apoiam este caso e que ficam nao indeferentes com injustiça dos pequenos anjos como Alexadra,Esmeralda,Martim,Sara e resto dos crinaças...

    Olesya.Portugal

    ResponderEliminar
  57. OBRIGADA DÁLIA.
    CONTINUAMOS JUNTOS CONTRA ESTA SOCIEDADE DE INJUSTIÇAS

    ResponderEliminar
  58. Olesya,

    O encontro não foi uma ideia nossa!!
    Também não é de todo pertinente transformar este encontro de um grupo de pessoas, numa manifestação.
    Este encontro servirá especialmente para o pessoal deste blog se conhecer e ficar a conhecer tudo o que se passou!

    ResponderEliminar
  59. Miguel Macedo, á pessoal que não pode compararecer neste encontro mas também está nesta luta e gostava concerteza de saber tudo o que se passou... espero que depois coloquem no blog tudo que foi dito.

    ResponderEliminar
  60. sim eu percebi que isso nao e um manifestaçao.eu escrevi mal.eu queria dizer que sera temos fazer ainda protesto para pessoas reparem nos erros dos juizos...nao sei se agora espliquei bem

    Olesya.Luxemburgo

    ResponderEliminar
  61. Infelizmente estamos assim, até o ex-Procurador-Geral da República, Souto Moura, disse que a Justiça em Portugal, está um horror.
    Meu Deus, como Portugal degenerou tão rápidamente nestes cerca de 30 anos de partidarismo insano!
    Um por um, todos os sectores, foram sendo afectados, corrompidos, e abalados, até se chegar aos militares, que estão completamente desmoralizados, e, por fim, os próprios Juízes, que estão no limiar da desorientação e da insânia!
    Como temos vindo, nós, portugueses, a ser enxovalhados e humilhados, em vários locais, e diversas instâncias!
    Exemplo disso, é a maledicência de muitos cidadãos brasileiros, os quais, aliás, acolhemos generosamente entre nós.
    A senhora brasileira em causa disse na tal mensagem de SMS: a juíza nem teve o cuidado de ver o pulso da menina. Burros! os portugueses são burros!
    Se calhar ... tem razão.
    Tudo por culpa dessa degenerada camarilha político-partidária que tudo corrompeu e destruiu!

    VCD (Vox Clamantis in Deserto)

    ResponderEliminar
  62. A Natália não mudará como o vento conforme as pessoas que estão perto dela nessa altura? A mãe ou irmão, jornalistas, etc.? Já se aperceberam se isso tem alguma influência?

    Cristina

    ResponderEliminar
  63. Boa tarde a todos.... hoje dormi bem!

    Sofia, espero que tenhas dormido muito bem, pois todos voçês bem o merecem.

    Quanto ao nosso encontro, para mim qualquer data está boa, desde que digam o que foi decidido.

    A ideia de Agosto não será muito boa, porque muitas pessoas estão de férias, longe do local de residência. Eu percebo qjuem não está cá em Portugal e só vem em Agosto, mascomo já foi aqui referido, gostariam de um encontro paar breve.

    Vamos aguardando entretanto notícias da Xaninha, conforme o casal Pinheiro for falando com ela.

    beijos e uma boa tarde para todos

    P.S. - Afinal a médica enganou-se. A minha filha não tinha varicela. Olhou viu umas borbulhas e diagnosticou logo.... Esteve a miuda 8 dias fechada em casa, o pai teve que meter baixa e ela andou a tomar medicação... enfim... é a "´Saúde" que temos.

    ResponderEliminar
  64. Boa tarde a todos,

    Há perspectivas (em termos de data) para uma resposta definitiva por parte da Natália? Esta angustia faz-nos desesperar... Parece, até, que a Natália está a tentar ganhar algum tempo sabe-se lá com qual objectivo!!! Li, algures (penso que no chat) que o José Milhazes terá estado ontem com a Alexandra... Não há fotos do menina? Queremos vê-la...Como está a "nossa" princesinha? O Milhazes não tem perspectivas quanto à resposta da Natália, concerteza falou com ela, não?

    Bjs
    Alexandra Borges

    ResponderEliminar
  65. "Se cá apanharem a Natália será para a controlarem e se possível lhe tirarem a filha.

    Mas penso que ela não é tão burra a esse ponto.

    Como pode ela confiar em quem andou com ela nos Tribunais tantos anos para lhe ficarem com a filha.Como pode ela confiar em quem andou com ela nos Tribunais tantos anos para lhe ficarem com a filha.

    Eu não confiaria e ela também creio que não.

    Se ela vier para Portugal não terá vida própria, pois vão querer-lhe cobrar tudo e mais alguma coisa.
    Ninguém que se preze consegue viver assim.

    Mais vale ser pobre do que ser controlada por tantas pessoas que não a vêm sequer com bons olhos.

    Não se iluda quem pensa o contrário, pois é exactamente assim que vai suceder."

    Compreendo o que você quer dizer, mas há duas coisas:

    1 - A ordem do tribunal é (infelizmente) para ser cumprida e não acho que o João e a Florinda Pinheiro queiram ter problemas com a justiça ao enveredarem por uma acção ilegal.

    2 - Se a Natália quer mesmo ficar com a Alexandra, tem que provar realmente que é uma boa mãe. Tudo depende dela, e de mais ninguém.

    ResponderEliminar
  66. o miguel tem razão não é uma manifestação podemos sem crer estragar o trabalho que estão a fazer e de modo algum quero isso pensei bem e tambem acho que não é altura o encontro serve para nos conhecermos a todos que lutam pela xadinha quem quiser ir vai quem quiser ir comigo do algarve podemos combinar maria

    ResponderEliminar
  67. nao quer ajudar srº fptrap nao atrapalhe e guarde as suas palavras nao temos falta de opinioes como a sua

    ResponderEliminar
  68. Natália

    Como já tive oportunidade de dizer tenho uma amiga romena que vive em Portugal, na minha cidade, a alguns anos.

    Quando chegou e começou a trabalhar uma colega portuguesa não gostava dela, falava-lhe mal e dizia para se ir embora.

    Chorava com vontade de se ir embora, mas as amigas portuguesas ajudaram-na e pediram-lhe que ficasse. Que iria ter uma vida muito melhor aqui.

    E ela ficou. E hoje, diz que foi o melhor para ela, marido e para o filho. Esta colega de trabalho é hoje a sua melhor amiga e até já tem um namoradao romeno.

    Esta minha amiga, gosta muito de cá estar e diz, "O que é que eu vou fazer para o meu país? Nada, o meu filho está bem cá e eu estou bem cá.

    Natália, isto não é história, são pessoas verdadeiras que vieram para Portugal procurar melhor vida e que, mesmo que ao princípio não tenha sido fácil, com a ajuda dos amigos tudo se ultrapassa.

    Natália, vem! Tem cá tantos amigos. Hà dias menos fáceis, cá estamos juntos para ultrapassá-los.

    Natália, pense no bem estar e felicidade das suas meninas.

    Natália aproveite e aceite a mão e a oportunidade que lhe estamos a dar.

    Um abraço

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  69. Anónimo das 15:26,

    Eu não estou a atrapalhar: apenas citei as palavras do anónimo da 1:43 para melhor argumentar contra elas. Ou porque é que acha que coloquei aspas???
    Faça o favor de ler com atenção, com mil diabos!!!!

    ResponderEliminar
  70. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  71. Olhe, desculpe, mas quem é você?
    E que tal ir ver se chove?

    É por causa de gentinha reles e desprezível como você que estas coisas acontecem!!!!

    ResponderEliminar
  72. Gente como você nem merece o chão que pisa, nem a terra que o/a viu nasceu, nem sequer o magnífico presente que é estar vivo/a!!
    Se houvesse justiça divina, você morreria sufocado/a com o peso da sua maldade!!!

    Mas, infelizmente, não há justiça divina...
    Merda!

    ResponderEliminar
  73. Carla Buarque,

    Só agora pude entrar no site PELA ALEXANDRA, e li a sua resposta. Não precisa agradecer, é sempre bom ajudar quando podemos.

    Quanto à menina Sara, é de loucos o que estes juizes fazem a estas crianças! Aquela mãe nem foi a tribunal e, mesmo assim, a juiza abonou em favor dela! É um horror o que se passa nesta justiça (injustiça).
    Ainda por cima o pai é portugues... e ela nem teve isso em consideração!

    Imaginar que há tantas crianças na mesma situação e que não são conhecidas, entristecem qualquer pessoa de bem... é arrepiante!

    Quanto à nossa Alexandra, tenho fé, rezo e acredito que as nossas preces serão ouvidas! Não poderei estar em Fátima, mas estou em pensamento e com o coração!

    Espero que a Natália acredite no futuro que lhe estão a oferecer em Portugal, afinal na Rússia nada fizeram por ela e já se passou mais de um mês. No entanto, compreendo que não será fácil tomar essa decisão, certamente as pressões ao redor dela serão muitas. A família talvez pese do outro lado da balança...

    Tenhamos fé e confiança...

    Maria Eiriz

    ResponderEliminar
  74. FPtrad,
    Por favor, não responda a provocações.
    Já mostrou neste Blog que é uma pessoa de grande humanismo.

    Sr. Anónimo «defensor da Natália»,
    já parou para pensar um pouco em quem realmente está a sofrer com tudo isto: A ALEXANDRA.
    Esqueça o resto, todas as pessoas, e PENSE apenas na ALEXANDRA: como se estará a sentir?
    Ela própria disse que a tinham raptado.
    Como será sentir-se raptada?
    É uma criança!Indefesa...
    ...é nela, e só nela, que devemos pensar.
    E é por ela, que estamos dispostos a AJUDAR a Natália.

    ResponderEliminar
  75. Meus amigos

    A Alexandra une-nos!


    Para os que não pensam assim e não querem, deixo um poema de António Aleixo:

    "O mundo só pode ser
    melhor do que até aqui,
    quando consigas fazer
    mais p'los outros que por ti".

    Vale a pena pensar nisto!

    Um abraço

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  76. Nela tem toda a razão... e pela ALEXANDRA que estamos aqui... e a oportunidade que se está a dra à Natália é pela nossa ALEXANDRA...

    senhores comentadores não entrem em picardias por favor, unam as vossas forças em prol da nossa causa PELA ALEXANDRA E PARA A ALEXANDRA, SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE...

    Acima de tudo pela felicidade e bem-estar desta menina!

    Obrigados

    ResponderEliminar
  77. Não percam tempo a responder a gente burra,com todo o respeito que tenho aos burros que são animais encantadores, mas quando se viram para um lado......teimosos.
    Não quer ir pastar para outro lado?FORÇA VÁ E NÃO VOLTE.

    RAQUEL

    ResponderEliminar
  78. Não é as palavras do anonimo, que nos vai desunir a vida desta criança está a cima e tudo.PELA ALEXANDRA ESTAREMOS SEMPRE CÁ.

    GINA

    ResponderEliminar
  79. Não respondam a tristes de espirito... devem ter falta do que fazer... mais um frustado...

    Quanto ao nosso encontro quando o sugeri era só para ser isso mesmo, um encontro de amigos que reunidos neste local tem o prazer de se conhecer e orar pela Alexandra e familiaS.

    Claro se fosse possivel reunir o máximo de pessoas melhor, por isso entendo ser melhor um domingo... como para mim pode ser qualquer dia de fim de semana fico só aguardar a data.

    Parabéns a todos aqueles que dedicam o seu tempo a ajudar a Alexandra, vocês são o orgulho desta sociedade.

    Bjs Paula Odivelas

    ResponderEliminar
  80. Graça,

    eu sou fã do antónio aleixo...

    Ha luta por mil doutrinas,
    E se querem que o Mundo ande,
    Facam das mil pequeninas,
    Uma so Doutrina grande.

    BEIJOS
    Paula Odivelas

    ResponderEliminar
  81. Relativamente ao comentário do Sr. anonimo.

    Vamos pensar que:

    "os cães ladram e caravana avança...."

    Porque não se identifica?

    Até os cães tem nome.


    Fernanda

    ResponderEliminar
  82. Meu caro amigo "anónimo"

    Se pretender discutir este assunto comigo pessoalmente terei todo o gosto, até lá deixe-nos em paz.

    Passar bem!!

    ResponderEliminar
  83. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  84. Assim mesmo é que é Sr. Miguel Macedo.



    Bem Haja


    Fernanda

    ResponderEliminar
  85. Porque os desenvolvimentos são os que vimos
    Porque "vírus" são uma realidade
    Porque Pela Alexandra nos unimos
    Aqui ficam umas músicas cantadas com muita vontade.

    Ao Passar um Navio (dos Delfins), não me sai hoje da cabeça, pensando na Alexandra - Que ela possa sentir o poder da música...

    Dedico à Alexandra:
    http://www.youtube.com/watch?v=Qvkj-c7ZSzw

    Aos autores do Blogue, à Natália e a toda a comunidade (internacional) pró Alexandra:
    A Nossa Vez - http://www.youtube.com/watch?v=dXIiHniJTX8

    Ao Meretíssimo Juíz Gouveia de Barros and friends:
    A Queda de Um Anjo - http://www.youtube.com/watch?v=f3OACke8Yz8

    Desculpem o excesso de Delfins, mas são letras com "sumo" em jeito de hino - hoje a minha frequência "hertziana" é esta.
    Boa tarde,
    Maria Ferreira

    ResponderEliminar
  86. nao podemos ligar a certas pessoas nao tem o que fazer venham se neter onde sao chamados srº anonimo força miguel do algarve maria

    ResponderEliminar
  87. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  88. Ignorem, por favor

    Não cedam a provocações...não entrem no jogo do nosso «amigo».

    ResponderEliminar
  89. Caro Sr. Anonimo Inteligente

    Ë claro que podemos por um nome qualquer...
    A questão é que não queremos...
    Porque não temos nada de que nos envergornha-mos...
    E também nada temos a esconder...


    Fernanda

    ResponderEliminar
  90. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  91. Têm razão,

    Não vale mesmo a pena...

    Fernanda

    ResponderEliminar
  92. Enquanto esperamos e vamos espreitando o Blog, porque não aproveitar este espaço para debater algumas ideias?

    Seria interessante informar e debater o que se entende por «supremo interesse da criança»

    O IAC está a trabalhar nesta definição.
    Podemos dar o nosso modesto contributo.

    ResponderEliminar
  93. blablablablablabla... há gente que, quando abre a boca, só deixa entrar mosca ou sair asneira.

    ResponderEliminar
  94. Ups... o meu comentário anterior dirigia-se ao simpático anónimo que veio "apoiar" a nossa causa.

    ResponderEliminar
  95. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  96. A Alexandra não é um caso em que duas forças se medem. Num lado os que apoioam e noutro os que não apoiam, num jogo do "ganhar-perder".

    A Alexandra é uma manifestação de amor, por uma criança inocente que foi maltratada, depois amada e de novo está a sofrer.

    A força pela Alexandra é um acto de amor e solidariedade em que se procura o "ganhar-ganhar".

    Ganhamos nós que podemos e queremos proporcionar a estas meninas e à mãe uma vida condigna e feliz em Portugal e ganham elas. Ganham uma vida melhor, ganham um grupo de amigos verdadeiros e ganham a oportunidade de serem felizes.

    Um abraço

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  97. Sr. anónimo,

    Tem provas de que a maior parte das assinaturas é falsa? Se sim, apresente-as. Caso contrário, cale-se.

    ResponderEliminar
  98. O «supremo interesse da criança»:
    1º Direito a ser OUVIDA, em qualquer linguagem, desde os 2 anos;

    2º Direito aos afectos (respeito pelos vinculos de afecto criados)

    3º continuem...

    ResponderEliminar
  99. Boa tarde!

    Para o pessoal que leu a notícia sobre a menina Sara, eu nem sei o que vos diga.
    Só sei que me deprimo muito com o pé que andam as coisas neste país, me deprime ver que temos mesmo um problema de MENTALIDADE. O judiciário de facto acha-se acima do bem e do mal, pelo simples motivo que não precisam prestar conta a ninguém... Já ouviram falar em algum caso de algum juíz ter tido que prestar contas por ter aplicado mal a sentença?? IMPUNIDADE!
    Ouvi um sr. aqui neste blog dizer sobre um caso na França, no qual um juíz foi julgado por ter feito um mal trabalho... Aqui é exactamente o contrário, qd o tal juíz do caso Alexandra manifestou desconforto pelas imagens da mãe BATENDO e EMPURRANDO a menina e fez comentários, a ordem dos magistrados cogitou um processo disciplinar... Mas não pela negligência de como interpretou os relatórios e aplicou a sentença e sim por ter manifestado incómodo!!!!

    Ontem, após algumas buscas na net sobre este assunto, achei o da Vanessa. Não vou colocar aqui. É por demais triste e cruel. Infelizmente não dormi bem, não paro de pensar que está tanta coisa errada e que não seria assim tão difícil consertar muitas delas. E porque isto não acontece??

    ResponderEliminar
  100. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  101. O meu querido amigo "anónimo"

    Vejo mesmo que o Sr. é muito entendido!!!
    E digo-lhe mais, tem toda a razão, aqui somos todos maluquinhos.

    Em relação à petição, também tem razão a mesma não vale nada, foi uma brincadeira nossa!!

    Assim está melhor para o Sr. Espera que sim!

    Repito-lhe mais uma vez, quando quiser discutir estes assuntos comigo pessoalmente terei todo o gosto.


    Passar bem

    ResponderEliminar
  102. Eu também quero ver uma posição válida.
    Você está a difamar-nos. Tenha cuidado, pois os administradores deste blog podem processá-lo e têm todo o direito de fazer isso.
    Se tiver provas, apresente-as. Tem-nas? Onde é que elas estão?

    ResponderEliminar
  103. Em relação à petição, se não é uma brincadeira vossa é brincadeira de alguém.

    É que também não me disse nada de concreto.

    Estou à espera para ver uma posição inteligente que refute a minha.

    Ainda não vi nenhuma.

    ResponderEliminar
  104. Sr. «Anónimo»,
    Se quer discutir de forma séria e frontal não se esconda, faça-o sem covardia.
    Apareça no encontro em Fátima.
    Não tenha medo.
    Certamente encontrará alguma animosidade, mas ninguém o maltratará enviando-o para a Sibéria.

    A propósito, tem pensado na ALEXANDRA?
    OU ela para si é uma mera peça de Xadrez?
    Isto tudo resume-se a um jogo?...

    Que frieza e desumanidade...

    ResponderEliminar
  105. Amigo anónimo,

    Como é possível ter uma posição inteligente, se aqui somos todos uns atrasados mentais!!!
    Olhe, não perca tempo connosco, nós não merecemos.

    ResponderEliminar
  106. Não lhe liguem! Não deve ter mais nada de interessante na vida para fazer, vem para aqui chatear! Não há como o desprezo para as pessoas que não merecem que percamos o nosso tempo.
    PELA XANINHA, SEMPRE!
    Miguel, Sofia, ... veja o mail que lhe enviei e responda-me, por favor!
    Pombal

    ResponderEliminar
  107. Caro Sherlock Holmes,

    Você não respondeu à minha pergunta: tem provas? ONDE É QUE ELAS ESTÃO?

    Quanto à sua pergunta, só pessoas com uma mente retorcida como a sua é que vêem o mal em tudo. Eu acredito neste movimento que nasceu de maneira espontânea para protestar contra a decisão do juíz e que se está a organizar cada vez mais e melhor.
    Ainda há gente boa neste mundo, que se indigna contra as injustiças. E eu apoio os administradores deste blog e dou-lhes toda a minha força, bem como às outras pessoas que vêm aqui POR BEM. Serei ingénua? Talvez. Mas prefiro a minha ingenuidade ao seu cinismo.
    É esta a minha resposta. Não vou continuar a falar consigo, pois você não merece que se perca tempo consigo, porque você não é e nunca será capaz de fazer algo de bom e justo e só quem é mau e mesquinho como você vê a maldade e a mesquinhez nos outros.
    Olhe-se para o espelho antes de vir criticar.
    E passe muito bem.

    ResponderEliminar
  108. Pessoal!!
    Chega de dar protagonismo a esta criatura.

    Vamos lá falar de coisas que valham a pena.

    Por favor!

    ResponderEliminar
  109. Vamos lutar pela Alexandra, Natália e Valéria!

    È a elas que queremos dar uma vida digna aqui em Portugal.

    Há quem ache bem, há quem ache mal, como em tudo não podemos agradar a gregos e a troianos.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  110. ola a todos ...nao podemos desanimar.
    força a todos beijos paula do luxemburgo.

    ResponderEliminar
  111. 3ª Direito Protecção contra maus tractos físicos e psicológicos

    Continuem...

    ResponderEliminar
  112. 4º Direito Protecção contra negligência


    Continuem... A ideia da Nela é muito válida

    ResponderEliminar
  113. Não é a primeira vez que esse senhor intervém... Parece que o facto de estarmos a apoiar esta causa o está a incomodar... Não entendo que tipo de ser humano será este que não tem o mínimo sentimento por uma criança... De facto a nossa constituição prevê o direito á liberdade de expressão por isso, caríssimo senhor expresse a sua opinião á vontade... Faça aquilo que a mesma Constituição e Direito Portugueses não deixaram esta menina fazer... Mas, felizmente, e tal como o senhor está a usar este meio para se expressar, a Alexandra também se pôde expressar em frente a muitos populares e meios de comunicação social... A PEDRA que o senhor tem no lugar do coração não lhe permitiu "olhar" as imagens e "escutar" a revolta da Alexandra naquele triste dia de Maio.. Mas nós, caríssimo, estamos dispostos a ouvir a sua "revolta" e podemos ajudá-lo se necessitar tal como estamos a tentar ajudar a Alexandra!!! Aqui estamos, então, dispostos a ajudar basta que revele qual é o seu trauma...

    ResponderEliminar
  114. Sabem, eu estava comentando com o meu marido, sobre esta passagem deste anónimo aqui e ele disse-me que na "linguagem" da net existe até um termo para esse tipo de pessoa: Troll. Em alguns fóruns americanos até vem a seguinte recomendação "Don't feed the troll"
    Em suma, nem vale a pena estarmos aqui a imaginar que tipo de pessoa é em relação às idéias deste movimento, simplesmente são pessoas que adoram uma luta verbal, ser do contra, irritar e quanto mais dermos corda... Mais alimentamos o Troll!! Gostei deste termo.
    Abços

    ResponderEliminar
  115. Estamos aqui por uma causa, trazer a Xaninha e a sua familia de volta.

    E isto é um facto, não vale a pena virem debitar palavras vãs que nada nos demoverá.

    Sempre com a Xaninha no pensamento e sempre disposta a tudo para que esta causa dê frutos.

    Um grande bem haja a todos que acreditam que é possivel. Eu acredito.

    Fátima Dias

    ResponderEliminar
  116. sr. anónimo
    blablabla é o k o exmo. sr. escreve aki... eu assinei as petições e coloquei o bi. como eu muita gente, por isso não pense que isto é uma brincadeira. não se brinca com os problemas e o futuro de uma criança. NÃO SE BRINCA.... E DÊ A CARA... NINGUEM NUNCA FICOU NA HISTÓRIA DE FORMA ANÓNIMA

    ResponderEliminar
  117. Nome e nacionalidade
    A criança tem direito a um nome desde o nascimento. A criança tem também o direito de adquirir uma nacionalidade e, na medida do possível, de conhecer os seus pais e de ser criada por eles.

    ResponderEliminar
  118. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  119. Natália

    Acredita em quem te quer bem. Vem para junto de nós.

    A felicidade dos nossos filhos é a nossa felicidade. Vem dar continuidade à felicidade da Alexandra e oferece-la também à Valéria.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  120. Sabe, uma petição não é feita para enfeitar... normalmente, ela é feita para ser enviada aos responsáveis políticos. Ou acha que se fazem petições por pura diversão ou porque é "giro"? Parece-me que lhe falta uma boa dose de cultura política e democrática.

    Se quiser saber quais os resultados, pode acompanhar o que se passa neste blog... desde que não seja antipático connosco (e assim poderemos ser simpáticos consigo).

    Ah, não é preciso gritar: ao escrever frases inteiras em maiúsculas, você está a gritar e isso é falta de educação (pelos vistos, não conhece a "netiqueta"). Não somos surdos nem cegos. Teimosos sim, sem dúvida. E ainda bem!

    Se somos ingénuos ou não, o tempo o dirá. Podemos conseguir o que queremos... ou talvez não. Mas, pelo menos, tentamos fazer alguma coisa.
    E o resto são cantigas.

    ResponderEliminar
  121. Não percebo, o Sr Anónimo acha tudo isto uma palhaçada mas passa cá a vida a deixar comentários! porque será??? Se calhar não tem mais nada de interessante para fazer e como está revoltado com a vida tem que desabafar com alguém. Tenhamos pena de criaturas como estas, que estão ressabiadas com a vida.Desejo-lhe, do fundo do coração, uma vida mais feliz, pois a sua deve ser muito má mesmo!

    ResponderEliminar
  122. Se acha isto tudo uma palhaçada, sr anónimo,porque perde o seu tempo a cá vir por comentários?????

    ResponderEliminar
  123. Para o anónimo das 21:59,

    Sabe uma coisa? Tenho a impressão de que o anónimo que nos vem insultar deve estar apaixonado... com uma obsessão tamanha em vir ler este blog e os nossos comentários, só pode ser amor! :-D

    ResponderEliminar
  124. Concentremo-nos na Alexandra, na Natália e na Valéria.

    Elas são importantes para nós, por isso aqui estamos unidos.

    Vamos conseguir o que desejamos!

    Um abraço a todos que estão pela Alexandra.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  125. Não são estes infelizes que nos vão deitar a baixo!
    Deve ser muito mau viver com tanta amargura e insensibilidade. Tenho muita pen de si sr anónimo, deve ser uma pessoa muito só e infeliz!

    ResponderEliminar
  126. Desculpa!!!!

    Mas isto até pega mal para a imagem deste blog!

    Até amanhã.

    Fui.

    ResponderEliminar
  127. Amigos

    Quando olho para as fotos da nossa princesa no blog, só penso:

    Posso ouvir críticas pela minha atitude,
    Posso ouvir palavras menos simpáticas,
    Podem tentar ofenderem-me,

    agora:

    Vou lutar contra tudo e contra todos para que este sorriso lindo volte a brilhar.

    Graça Çobato

    ResponderEliminar
  128. Ela vai voltar a sorrir!
    Todos juntos com a força da fé e a coragem de todos nós, vamos conseguir devolver-lhe a felicidade que ela merece!
    Força xaninha, estamos todos contigos!
    SEMPRE CONTIGO!

    ResponderEliminar
  129. Na busca da concretização do superior interesse da criança, tem-se procurado enunciar o conjunto de direitos da criança cuja violação ou desrespeito permite
    antever uma situação de prejuízo ou perigo, por forma a ponderar se a sua
    verificação merece, designadamente, a aplicação de medidas de protecção
    que afastem o perigo para a saúde, segurança, formação moral ou educação
    da criança, sempre visando a prossecução do seu desenvolvimento integral,
    bem jurídico garantido pelo artº 69º da Constituição da República.
    O Código Civil prevê, por isso, nos artºs 1913º e segs., não só a inibição do
    exercício do poder paternal, aplicável nos casos mais graves de violação culposa
    dos deveres parentais que causaram sérios prejuízos ao filho, mas também
    medidas limitativas para os casos em que se observe o perigo, mas não
    seja adequada a inibição, nomeadamente para situações em que não se observe
    a culpa.
    Quer a limitação, quer a própria inibição do exercício do poder paternal podem
    ser requeridas pelo Ministério Público, pelos familiares da criança e pelas
    pessoas a quem tenham sido confiadas de direito ou de facto, como estatuem
    os artºs 1915º e 1918º do Código Civil.
    Tais medidas limitativas estão hoje previstas na Lei de Protecção das Crianças
    e Jovens em Perigo, aprovada pela Lei nº 147/99, de 1 de Setembro e visam a
    promoção dos direitos da criança e a sua protecção.
    A Lei de Protecção atribui ao Ministério Público amplos poderes funcionais,
    designadamente no que tange à iniciativa processual.
    É, sem dúvida uma lei inovadora na busca da definição de princípios orientadores
    da intervenção, que se fundam na promoção dos direitos da criança, procurando
    também enunciar, de uma forma aberta, um conjunto de situações reveladoras
    de perigo, as quais, por consubstanciarem sempre violação ou perigo de violação
    de direitos da criança, legitimam a intervenção do Estado na família.
    Tais princípios orientadores são hoje aplicáveis a todos os Processos Tutelares
    Cíveis, por força do artº 147º-A da Organização Tutelar de Menores.

    ResponderEliminar
  130. 3
    No entanto, não obstante este normativo, nem sempre aqueles princípios são
    tidos em consideração, circunstância que, em particular nas acções de regulação
    do exercício do poder paternal, pode prejudicar a melhor avaliação das
    situações fácticas em apreciação nesses processos.
    A violação dos direitos e o âmbito do perigo
    Quanto às situações reveladoras de perigo, previstas no artº 3º da Lei de Protecção,
    elas abrangem, de acordo com o seu nº 1, quer a violação de direitos
    fundamentais, como a integridade física ou psíquica e a dignidade da criança,
    quer a ausência de cuidados básicos ou mesmo situações que se traduzem em
    desrespeito por um conjunto de direitos, mais recentemente reconhecidos, de
    que é exemplo a falta de afeição, a que se refere a al. c) do nº 2 do artº 3º.
    Tal não se verificou, porém, de forma expressa, relativamente ao direito à
    continuidade das relações afectivas.
    A consagração legal do direito da criança à preservação das suas ligações psicológicas
    profundas, nomeadamente no que concerne à continuidade das relações afectivas
    estruturantes e de seu interesse tem sido, há mais de duas décadas, reconhecida com
    base na interpretação sistemática das normas vigentes (cf. Armando Leandro in “Infância
    e Juventude” 90/1, págs. 9-34 e número especial 91, págs. 263-284).
    O reconhecimento deste direito da criança resulta do aprofundamento dos
    conhecimentos científicos, adquiridos a partir das evidências comprovadas
    por especialistas da infância, designadamente nas áreas da Medicina, da Psicologia
    e das Ciências Sociais, os quais asseguram que o respeito por esse
    direito é indispensável para a saúde mental da criança e para o desenvolvimento
    harmonioso da sua personalidade.
    Na verdade, como referem Bowlby (1988) e Berger (1998), “a relação precoce
    afectiva entre bebé e mãe, ou outra figura de vinculação, pautada pela
    segurança, a protecção e regulação emocional, marca o desenvolvimento
    4
    psicológico do indivíduo, os sentimentos existenciais básicos de confiança e
    segurança em si próprio e no outro”.
    A criança desenvolve, assim, através das interacções com as pessoas que lhe
    prestam cuidados, modelos internos de vinculação, ou seja, como sublinha
    Soares (2001), «um conjunto de conhecimentos e expectativas sobre o modo
    como essas figuras respondem aos seus pedidos de ajuda e protecção [...] e
    sobre o self, em termos do seu valor próprio» (Soares, 1.2001). Estamos face
    ao embrião da personalidade de cada sujeito.
    Gomes-Pedro (1982) salienta que «os bebés são geneticamente propensos à
    interacção com outras pessoas, desde os primeiros segundos de vida. O seu
    equipamento sensorial é reactivo aos estímulos e muitos dos seus sistemas de
    comportamento são prontamente activados por tais estímulos». Mais sublinha
    que «o melhor ingrediente do desenvolvimento humano adequado está
    no afecto e nas relações securizantes que se estabeleçam». (cf. “Um Projecto
    de Esperança”, 2005 Carneiro, R. et al.).
    São as relações de afecto que garantem a segurança e os vínculos que medeiam
    a organização de uma arquitectura neuronal e sináptica afim daquelas
    relações desde os primeiros dias de vida (Gomes-Pedro, 2007).
    Todavia, não obstante estes conhecimentos actuais serem pacificamente aceites,
    nem sempre, na aplicação ao caso concreto, assistimos a uma interpretação
    uniforme da lei, visto que, embora, como se disse, já esteja expressamente
    reconhecido o direito ao afecto na nova Lei de Protecção, só uma interpretação
    sistemática e teleológica nos conduz àquele direito, supra mencionado,
    à continuidade dos laços psicológicos estabelecidos cuja violação representa
    um profundo sofrimento para a criança e provoca necessariamente sérios
    danos para o seu integral desenvolvimento.
    É certo que o legislador, de uma forma não inteiramente explícita, embora,
    tem vindo a introduzir este direito no nosso ordenamento jurídico, o que é
    afinal o reconhecimento, não só da sua importância ético-afectiva, mas também
    do seu relevo para o desenvolvimento equilibrado das crianças.

    ResponderEliminar
  131. O artº 1887º-A do Código Civil, aditado pela Lei nº 84/95, de 31 de Agosto,
    resultou de uma proposta histórica apresentada pela sociedade civil, por
    ocasião do Ano Internacional da Família, cujos fundamentos se reconduziam
    justamente à ideia de que uma criança não pode deixar de manter
    5
    os convívios com os seus familiares mais próximos, sem razões ponderosas
    que justifiquem o afastamento.
    Na verdade, a citada Lei nº84/95, ao mesmo tempo que permitiu a opção pela
    responsabilidade comum dos pais em caso de divórcio ou separação de facto,
    veio também atribuir legitimidade aos avós e irmãos para intentarem acções
    com vista a não perderem o contacto com seus netos e irmãos. Todavia, a
    redacção do artº 1887º-A, que se transcreve: “Os pais não podem injustificadamente
    privar os filhos do convívio com os seus irmãos e ascendentes”, pressupõe
    claramente o direito dos filhos à preservação das relações afectivas, na
    medida em que é o seu superior interesse que se pretende proteger, quando
    se centra na criança a estatuição do preceito.
    Preconizamos, pois, uma clarificação dos conceitos, por forma a evitar decisões
    fundadas em concepções divergentes sobre a mesma matéria. Sobretudo,
    esta clarificação asseguraria o afastamento do perigo que consiste em
    não garantir o respeito pelos laços afectivos profundos, comprometendo a
    vinculação já estabelecida.
    Na verdade, constata-se que as situações enunciadas na lei, não obstante
    a título exemplificativo, revelam a adopção de um conceito restrito de perigo,
    muito associado à vitimação das crianças, não se favorecendo, assim
    a prevenção.
    Ora, a prevenção está patentemente associada a medidas que evitem a ofensa
    de bens jurídicos tutelados pela Lei, e que são, entre outros, a vida, a
    integridade pessoal, a dignidade, a saúde, a segurança, o desenvolvimento
    saudável e todos aqueles direitos necessários à concretização de cada um dos
    já mencionados.
    Por isso, o meio mais seguro e eficaz de atingir o verdadeiro alcance do conceito
    legal de superior interesse da criança, que, por natureza, será sempre algo
    indefinido, é procurar enunciar um maior número de direitos da criança que
    sejam entendidos como fundamentais para o seu desenvolvimento integral.
    A introdução expressa de conceitos legais que respeitem esta perspectiva
    na Lei de Protecção alcançará aqueles objectivos de uniformização
    e segurança jurídica e de prevenção dos prejuízos, ao alargar, de forma
    clara, o âmbito do perigo, conferindo-lhe um conteúdo preventivo,
    fundado nas aquisições do conhecimento científico actual, contribuindo
    6
    simultaneamente para melhor definir o conteúdo do conceito legal de
    superior interesse.

    ResponderEliminar
  132. Olá, boa noite caros amigos,

    Vim aqui pela manhã e só agora tive oportunidade se vir aqui ler ns diagonal os comentários feitos.

    Realmente,meus amigos, hoje voçês todos desiludiram-me. Não percebo como conseguiram passar tanto tempo a responder a provocações baratas.

    Já tinhamos discutido o assunto e acordado em não dar corda a quem não tem mais nada para fazer na vida e se esconde atrás de um pc, alguém que não tem vida própria e só vem aos "blogs" e "chats" para destabilizar.

    Chamem-lhe "troll" ou o que quiserem... mas os meus amigos do norte têm uma palavra parecida e que condiz perfeitamente: "Trolha".

    Relativamente á petição, muitas pessoas gostariam de saber o que fizémos com ela. Pois só sabe o que fizémos quem tem de saber.

    Voltando ao assunto que nos une: hoje temos notícias da Xaninha?

    ResponderEliminar
  133. Olá Paula,

    O problema é que hoje não houve novidades...

    ResponderEliminar
  134. Relativamente a petição ainda não fizeram nada com ela. Não sejam mentirosos.

    Mas,

    Ai é? só sabe quem tem de saber?

    Então eu que tenho lá umas 4.000 "assinaturas" não tenho o direito de saber?

    ResponderEliminar
  135. Não. Porque você é um chato. Está contente com a resposta? Olhe, se não estiver, problema seu.

    ResponderEliminar
  136. Ai o senhor é o do Ai meu Deus?

    Olhe, porque não segue o conselho do signatário 11096? Era capaz de não ser má opção! Porque não vai passar uns dias a Yaroslavl, fazer companhia ao avô da Alexandra? Afunde-se no Vodka! Desapareça, que não faz cá falta nenhuma.

    ResponderEliminar
  137. Mas voçês continuam a dar distracção para a noite àquele anónimo? haja paciência....

    ResponderEliminar
  138. QUE INFELIZ QUE O SR ANÓNIMO É!
    IGNOREM AMIGOS!!!!
    PELA ALEXANDRA IGNOREM QUE É O QUE ESTE TIPO DE GENTE MERECE!

    ResponderEliminar
  139. Eu sou o Aníbal Cavaco Silva. Vejam os nºs 5.700 e segts...

    ResponderEliminar
  140. MariaF, parabéns pelas músicas. Bem escolhidas. Gostei de ouvir. É pena que algumas pessoas a quem elas são dirigidas não as ouçam!

    ResponderEliminar
  141. Meus amigos.

    Leiam outra vez as palavras da Sofia no início da página, escritas dia 26 de Junho às 21.20.

    Nada mais merece a nossa atenção e o nosso esforço que a nossa Alexandra.

    Um abraço

    Graça Loabto

    ResponderEliminar
  142. Desculpem, mas tenho que dar razão ao anónimo! A petição n°1 não devia estar online, pois há uma mesma assinatura (Aníbal Cavaco Silva) a partir do n°5700 por aí fora.
    De facto, assim não dá e é preferível utilizar-se apenas a petição n°2.

    ResponderEliminar
  143. Boa noite!

    Gostaria de compartilhar convosco mais um caso. Mais um caso de uma criança que está em sofrimento, afastada de quem ama, afastada do que conhece, do seu bem estar, dos que a amam. Mais um caso de uma criança vítima desta nossa "justiça" que, infelizmente, parece ignorar o que é ser criança!
    Acresce-me dizer-vos, que este caso foi-me dado a conhecer por uma amiga nossa: a Ana_Palmela.
    É mais um, que me deixa incrédula, estupfacta de como é possível acontecer, em Portugal, num país dito da União Europeia, em pleno século XXI.
    Aqui fica:
    http://filhoparasempre.blogspot.com/

    À Ana_Palmela, o meu obrigada por permitir que entre, também, na vida desta criança e sei que muitos de vós o farão também!
    Teresa

    ResponderEliminar
  144. Por favor, alguém que avise os administradores do blog: há problemas com a primeira petição nacional.

    ResponderEliminar
  145. Há gente mesmo muito mal intencionada.....

    ResponderEliminar
  146. Pois sim, mas é melhor retirarem a petição nacional n°1. Caso contrário, esta causa pode perder credibilidade: basta ver os comentários assassinos do anónimo que nos acusa de estarmos a brincar às petições.

    ResponderEliminar
  147. Caros amigos não se preocupem com a petição!

    Posso-vos dizer que a base de dados já está em nossa posse.

    Para o meu caro amigo "anónimo" que diz não haver validade em relação à petição. Repito pela 3ª vez: Terei todo o goste de lhe dar formação pessoalmente, que diz??

    ResponderEliminar
  148. boa noite, Xaninha. Dorme bem, minha querida. Amanhã é um novo dia.

    ResponderEliminar
  149. Mais um pormenor Sr. "anónimo", será que lei a constituição Portuguesa? Não me parece! Deverá ler o artigo referente ao “direito a petição” (artigo 52º)

    Para aqueles que estão preocupados com a petição, está definido na lei que serão consideradas as assinaturas válidas, e como devem saber são necessárias 4000 assinaturas para que o assunto seja debatido na Assembleia da República. Como tal o que este senhor conseguiu com a sua brincadeira, foi simplesmente dar um pouco mais de trabalho ao administrador da petição para eliminar as suas "assinaturas" da base de dados da dita petição.
    Estamos a falar de cerca de 19000 menos as que o Sr. decidiu brincar.

    ResponderEliminar
  150. Não preciso de formação alguma. Em relação à petição sempre disse e reafirmo: Não tem validade alguma.

    Será que têm argumentos válidos para apresentar? Claro que não.

    Não se refugiem em reptos pessoais. Apresentem argumentos. Ainda não vi sequer um.

    ResponderEliminar
  151. Olha amigo,

    Tens toda a razão, ganhaste, não temos argumentos!

    Eu até te admiro, pois está atento a este blog à várias horas, muito bem....

    ResponderEliminar
  152. Meu caro,
    Você tem argumentos válidos? Eu cá não vi nada... Não se arme em parvo e apresente-nos argumentos válidos. É capaz? Tem capacidade intelectual para isso? Claro que não tem...
    Além disso, não temos obrigação NENHUMA de lhe prestarmos contas e não lhe devemos explicações.
    Percebeu?

    Boa noite e vá para a Sibéria, ou para o raio que o parta, e fique por lá.

    ResponderEliminar
  153. Cara equipa do Blogue,

    Com todo o respeito vos digo, vocês nunca responderam tanto a um dos comentadores que apoiam a Alexandra como respondem a este triste.

    Por isso peço, não respondam, ignorem vozes de burro não chegam ao céu..

    Este individuo já esta a revelar muito acerca dele... mais não seja o IP.

    Tal como nós não o conhecemos ele também não nos conhece, não sabe quem está por detrás desta Marias e Paulas... por isso deixem-no falar que assim vamos o "conhecendo" melhor...

    Respondam a quem merece comentários de volta.

    Boa noite Alexandra, quem te mandou para aí não é mais forte de quem te vai trazer de volta.

    Paula Odivelas

    ResponderEliminar
  154. é como digo, não tem mais nada para fazer! infeliz!!!!
    Mas adora cá vir, não sei fazer o quê!

    ResponderEliminar
  155. Boa noite

    Não sei porque se estão a dar ao trabalho em responder a este ANORMAL Anónimo.

    Beijos Xaninha

    ResponderEliminar
  156. miguel, hoje os pinheiro falaram com a alexandra? ela está bem?

    ResponderEliminar
  157. Boa Noite Sr. Miguel,

    Cada vez percebo melhor o cuidado com que têm divulgado a informação.

    Com os "urubus" que anadam por ai...

    Mas este senhor não vai conseguir desacreditar o esforço que têm feito pela Alexandra.

    Boa noite,


    Fernanda (MAFRA)

    ResponderEliminar
  158. Senhor anónimo, esta é a legislação que nos interessa. Qual é a sua, não sei!


    Texto da Lei n.º 43/90, publicado no Diário da República I Série n.º 184 de 10 de Agosto de 1990 com as alterações introduzidas pelas Leis n.ºs 6/93, 15/2003 e 45/2007, publicadas respectivamente nos Diários da República I Série A n.º 50 de 1 de Março de 1993, n.º 129 de 4 de Junho de 2003 e n.º 163 de 24 de Agosto de 2007


    Artigo 6.º
    Liberdade de petição
    1 - Nenhuma entidade, pública ou privada, pode proibir, ou por qualquer forma impedir ou dificultar, o exercício do direito de petição, designadamente na livre recolha de assinaturas e na prática dos demais actos necessários.

    2 - O disposto no número anterior não prejudica a faculdade de verificação, completa ou por amostragem, da autenticidade das assinaturas e da identificação dos subscritores.

    3 - Os peticionários devem indicar o nome completo e o número do bilhete de identidade ou, não sendo portador deste, qualquer outro documento de identificação válido.

    ResponderEliminar
  159. Forçaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    Sofia:

    NAMASTE !!!

    Estarei SEMPRE presente.

    Zé Pires ( in Ericeira )

    ResponderEliminar
  160. Artigo 6.º
    Liberdade de petição
    1 - Nenhuma entidade, pública ou privada, pode proibir, ou por qualquer forma impedir ou dificultar, o exercício do direito de petição, designadamente na livre recolha de assinaturas e na prática dos demais actos necessários.
    2 - O disposto no número anterior não prejudica a faculdade de verificação, completa ou por amostragem, da autenticidade das assinaturas e da identificação dos subscritores.



    Na livre recolha de assinaturas. Isto está correctíssimo. A legislação fala em autenticidade de assinaturas.

    A petição em causa não tem NENHUMA ASSINATURA, dado que qualquer pessoa pode apôr um nome qualquer e um B.I. qualquer, sem qualquer hipótese de confirmação.
    Mas, pior.
    Se eu estiver na posse de dezenas ou centenas de dados de identificação, posso inscrever essas pessoas sem sequer elas terem conhecimento.

    A validade duma petição tem de ser aferida pela autenticidade das assinaturas (a petição não tem assinatura alguma), sem hipótese de aldrabice.

    Ora, na petição em causa não existe sequer a mínima hipótese de aferir a autenticidade dos nomes (que não de assinaturas, visto não haver nenhuma), nem de quem os lá colocou.

    Se, por exemplo, eu estando em relações públicas de uma empresa, tiver acesso aos dados de identificação de todos os funcionários dessa empresa, posso muito bem escrever os nomes de todos com os respectivos B.I..

    Ora, onde está a valiade disso?

    Só mesmo de pessoas muito, muito ingénuas, não é Sr. Miguel Macedo?


    Mas, repito. Utilizem a petição, se é que tem alguma validade. Mas não enganem tanta gente ingénua.

    ResponderEliminar
  161. estive a ler alguns dos comentários desse Anónimo que vem para aquí com Mind Games (uma sére premeditada de actos de manipulação psicológica, especialmente tendo em vista, confundir e intimidar) e o padrão encaixa no perfil do mesmo que comenta no Blog Da Russia do José Milhazes.
    Comparem por favor:
    Comentário no Blog da Russia, de José Milhazes:
    " Anónimo disse...
    Meu nome e Narciso dos Bigodes. Só a voz da sua consciência do outro lado do espelho. "
    Comentário aquí postado:
    " Anónimo disse...
    Sou a voz da vossa consciência.
    Os cães ladram e a caravana passa .... é verdade.
    Mas, neste caso, a caravana já passou e os cães continuam a ladrar."

    Ora, existe um "botão" ou "Funcionalidade" que se chama IGNORAR, por conseguinte, não se deixem perturbar e não lhe respondam sistematicamente.
    Porquê perder tempo, só porque alguém do outro lado, na Internet, está errado?
    Existe também uma ferramenta aos dispôr dos Administradores do Blog, que se chama "Remover Mensagem", e que não se pode confundir, nem é "Censura", posto que, desde logo, não diz, Censura.
    O juiz, não utilizou a expressão, "deportar a criança indefesa", aliás, como se fosse um simples anexo da mãe, que, parece, abandonou, voluntariamente o país, quando, legalmente, seria deportada, (refiro-me à mãe, claro) apenas utilizou a funcionalidade "Quebrar laços afectivos fortes com a família de acolhimento".

    Esse cavalgadura (desculpem-me) que posta como Anónimo, tem a liberdade de criar o próprio Blog dele, e, por exemplo, chamar-lhe "Contra a Alexandra em Portugal", não duvido que, dada a alegada preocupação dele com as "fragilidades" da Internet, com alguma habilidade, e pouca honestidade intelectual, não terá problema algum em explorar tais ditas debilidades da Net, tal como inventar milhares de falsas identidades, e assim, multiplicar mensagens. Rápidamente terá milhares, se não milhões de "aderentes".

    Lhe garanto, que pela minha parte, pode estar descansado, não o irei lá, aborrecer.
    Vai-lhe dar muito trabalho, é certo, mas, vai ficar vistoso.

    Pela minha parte, já sabem a minha opinião: para Estrasburgo, para o TEDH.
    O tempo urge.

    VCD

    ResponderEliminar
  162. Anónimo de ontem das 22:20!!

    Que óptima postagem!!! Por favor, explique-nos se isto é um documento que será ou se já foi entregue à assembleia.

    E a Paula fez um excelente comentário. Nunca ninguém foi tão RESPONDIDO e teve tanta ATENÇÃO quanto o tal troll ou trolha, como quiserem. Estou um pouco decepcionada sim.

    ResponderEliminar
  163. Não acham q se esta a dar demasiada atençao a "gentinha"???
    Temos um objectivo, e é nele q nos temos de concentrar.
    Como já se disse aqui "os cães ladram e a caravana passa".... então deixem este cão ladrar... Concentrmo-nos nesta causa, concentremo-nos na Alexandra!!!!

    Beijinhos p todos e tudo de bom

    Manuela

    ResponderEliminar
  164. Bom dia Alexandra...

    Tenham um bom dia amigos...

    Xaninha não te esquecemos.

    ResponderEliminar
  165. Bom dia amigos desta luta...
    Um beijo Xaninha.
    Dália Liberato

    ResponderEliminar
  166. Bom dia amigos de luta.

    Continuamos "firmes e hirtos" nesta luta e nada nos demove do nosso objectivo.

    Força.

    Beijinhos Xaninha.

    ResponderEliminar
  167. Bom Dia,

    Só para dizer que continuo firme
    neste movimento de pessoas que apoiam e querem ajudar no regresso da Alexandra.

    BEM-HAJAM...

    ResponderEliminar
  168. Caro anónimo pseudo-inteligente...

    Aproveite e leia p.f.

    http://www.parlamento.pt/EspacoCidadao/Paginas/ProcedimentosApresentacaoPeticao.aspx
    http://www.parlamento.pt/Legislacao/Paginas/DireitoPeticao.aspx

    Espero que depois de lido isto algo tenha ficado no seu neurónio solitário.

    O seu trabalho nas petições sómente nos dará um pouco mais a limpa-la. Tão sómente isso.

    Para os resto das pessoas aqui. As duas Bases de Dados irão ser juntadas e quando se achar oportuno será apresentada uma única que contenha nomes e BI e entregue na Assembleia da Republica.

    Devido ao texto desta primeira petição ser vago, ela será apresentada sómente como peso para mostrar que as acções dos nossos juizes nos causam repugnância. Posteriormente poderemos redigir outra com um texto mais objectivo e que cumpra funções concretas.

    Relativamente a este "Troll" (adorei esta) comungo da opinião "Don't feed the troll".

    Sempre que oportuno os comentários dele serão apagados daqui... Por isso não o alimentem.

    ResponderEliminar
  169. Olá Fandral, bom dia :)

    Acabaste precisamente de alimentar mais um bocadinho o bichinho....

    ResponderEliminar
  170. Dei-lhe alimento suficiente para ele se ocupar :)

    ResponderEliminar
  171. E tu és tão naif que pensas que ele se vai dar ao trabalho?

    ResponderEliminar
  172. 5. Requisitos para apresentação de uma petição

    * O/s peticionante/s deve/m ser correctamente identificado/s, indicando o nome completo e o número do bilhete de identidade ou, não sendo portador deste, qualquer outro documento de identificação válido, e fazer menção do/s seu/s domicílio/s;

    ResponderEliminar
  173. Caro Sr. Anonimo Inteligente,

    Já nos esclareceu a todos, já todos sabemos que estamos a ser enganados pelos administradores do blog.

    Agradecemos os seus esclarecimentos.

    Agora deixenos continuar a ser ignorantes e estupidos.

    Nós não nos importamos.


    Agradeço os esclarecimentos prestados.


    Fernanda (Mafra)

    ResponderEliminar
  174. Srs. Administradores do blog,

    Acho que deviam publicar os comentários do sr. anonimo.
    Pelo menos assim sabemos o que anda a fazer.

    Um abraço amigo,


    Fernanda (Mafra)

    ResponderEliminar
  175. Meus amigos.

    Centremo-nos na Xaninha que é a nossa força para lutar e ela merece todo o nosso empenhamento.

    Continuo a acreditar que ela volta.

    Xaninha não te esquecemos.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  176. Bom dia amigos

    Mais um dia que acredito que vamos ter a nossa xaninha.

    Xaninha não te esquecemos.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  177. BOM DIA A TODOS,

    XANINHA um beijinho para ti, até breve...

    Fátima é para que data? Proximo domingo?

    Um bjinho
    Paula Odivelas

    ResponderEliminar
  178. Bom dia Xaninha,

    Bom domingo e até breve se Deus Quizer...

    Para nós, Fátima é para o proximo domingo 5 de Julho?

    Bjs
    Paula Odivelas

    ResponderEliminar
  179. Bom dia.
    Meus amigos, peço-vos o favor de não responderem ao nosso "amigo" anónimo, que assim como nós está muito interessado na Xaninha.
    Estamos todos aqui a LUTAR pelo bem da nossa menina e nada mais nos interessa.
    A família Pinheiro mantém sempre que possível o contacto com a menina, normalmente 1/2 vezes por semana.
    A nossa luta, por agora consiste em fazer com que as duas famílias se unam para o bem da Xaninha, contudo, não desistiremos de querer ver a Xaninha novamente connosco.
    Continuemos a nossa luta.
    Obrigada a todos.

    ResponderEliminar
  180. Vejam a noticia do iol.pt. Não consigo fazer copy para aqui.


    Beijinhos

    Manuela

    ResponderEliminar
  181. Fernanda.... ihihihihihihih

    Subscrevo

    ResponderEliminar
  182. Realmente estou triste por ver que deram tanta importancia ao atrofiado.Eu adoro estar convosco, ser burra e ingnorante.
    Foi um excelente ilogio por estar do lado da Xaninha não me importo de ser isso tudo.
    Cá estou mais um dia do vosso lado, ainda iremos ter muitas alegrias.
    UM BOM DOMINGO,BEIJINHOS XANITA.


    RAQUEL

    ResponderEliminar
  183. http://www.tvi24.iol.pt/sociedade-nacional/tvi24-sociedade-russia-alexandra-justica/1072322-4555.html


    Natália Zarubina, mãe de Alexandra, a menina que viveu durante anos em Barcelos com um casal português, revelou este domingo que não fecha a «porta» à ida dos pais afectivos à Rússia.

    «Na nossa vila há um hotel com condições e estou disposta a receber o João e a Florinda [Pinheiro], eles podem visitar a Sandra quando quiserem», revelou Natália citada pela Agência Lusa.

    «Recebemos ajuda inesperada. Um grupo de russos que vivem nos Emiratos Árabes Unidos enviou uma piscina de plástico e um telemóvel para a Alexandra. Um anónimo trouxe-nos comida para os cães que deve dar para mais de um ano...», conta, fugindo à questão da possibilidade de regressar a Portugal.

    Contudo, recebeu «um postal com insultos vindo da Espanha, pelo menos trazia selo espanhol» «Exigiam que eu devolvesse a criança a Portugal», acrescenta.

    Natália revela que recebe pouco apoio por parte das autoridades russas.

    A crise económica já há muito tempo chegou à vila de Pritchistoe, onde vive Alexandra com a mãe que pondera inscrever-se no centro de emprego, mas que salienta as dificuldades existentes.

    A posição da família de Alexandra quanto ao regresso a Portugal já não é, contudo, tão firme como no início quando a menina foi retirada por ordem do Tribunal de Guimarães à família afectiva.

    Grupo de cidadãos russos lança petição

    456 pessoas, russos e portugueses, assinaram em três dias uma petição, na qual um grupo de cidadãos russos pede ao Comissário para os Direitos Humanos da Rússia que esclareça acerca da violação ou não dos direitos de Alexandra Zarubina quando foi retirada à família portuguesa com quem viveu, de acordo com o que noticia a Agência Lusa.

    A carta/petição foi publicada no sítio na Internet girus.ru, criado para que os cidadãos russos se possam dirigir aos órgãos de poder.

    No texto da petição, os autores relatam o processo que levou o Tribunal de Guimarães a retirar Alexandra ao casal de acolhimento português com quem viveu quatro anos e a entregá-la à mãe biológica, Natália Zarubina.

    «A língua pátria de Alexandra é o português, não fala russo... As condições de vida em que se viu a criança diferem muito daquelas onde ela cresceu. A mãe considera a educação que a filha recebeu durante seis anos, com a sua concordância, «tonta», mas não considera vergonhoso bater publicamente na criança», defendem na petição.

    Alexandra começa a aprender russo

    Alexandra começa aos poucos a aprender mais palavras russas e a esquecer o português, refere a Lusa.

    «Eu levo o kochka lá na verkh», diz a menina numa mistura entre português e russo. A menina queria dizer que ia levar o gatinho («kochka» em russo)siamês para cima (na verkh) onde tem o quarto.

    Alexandra corre pela horta e grita: «Babotchka» (borboleta), «babuchka» (avó), «kartochka» (batata).

    Entretanto o avô da menina, Serguei, revelou que foi feito um telefonema dos pais afectivos da menina. «Ontem, por telefone, João e Florinda [os «pais» portugueses] perguntaram-lhe se ela queria voltar a Portugal e a Sandra respondeu que não, que aqui estava melhor», afirma.

    ResponderEliminar
  184. Um moderador tem que fazer exactamente isto! Quando passou-se os limites, simplesmente deleta-se as mensagens, já que não dá para expulsar em definitivo.

    Abços

    ResponderEliminar
  185. Agora a pouco o meu filho de 8 anos, já muito habituado a me ver neste blog, perguntou-me pq não organizávamos uma equipa que fosse lá buscar a "menininha" e depois a deixarmos onde ela preferia estar?
    Que pena que deixamos de pensar como as crianças em tantas coisas, não?

    Um beijinho para a Alexandra e para a família Pinheiro.

    ResponderEliminar
  186. http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=139723

    Vejam este link, parece que a D. Natalia está a mudar de idéias...

    ResponderEliminar
  187. Parece que temos "novas" sobre a Xaninha: http://www.tvi24.iol.pt/sociedad​e-nacional/tvi24-sociedade-russia​-alexandra-justica/1072322-4555.h​tml

    É sempre termos novidades da "nossa" menina...

    Bjs

    ResponderEliminar
  188. meu deus nao sei como o srº anónimo é tao burro pra perder tanto tempo conosco se ele nao acredita em nada disto do que fazemos pra quê perder tanta tempo no blogue é pra entrar e comentar quem quer mas assim demais força amigos ontem por causa desse estupor nao cinsegui mais cometar um abraço a todos que estao pela alexandra do algarve maris

    ResponderEliminar
  189. fiquei um pouco triste por tudo que se passou ontem por causa desse srº que nao tem o que fazer falamos de tudo menos da nosaa menina á gente capaz de tudo agora tenho mais certeza bom vamos esquecer e avançar pra outra amigos e noticias como estao do algarve maria

    ResponderEliminar