sábado, 14 de novembro de 2009

A verdade da notícia!

Como vocês sabem, foi publicado no jornal Russo Komsomolskaya Pravda (link da notícia) , uma entrevista que o Pai da Alexandra deu ao Mayak Portugalii.

No entanto, e depois de ler atentamente esta entrevista de Gueorgui e de ver as outras entrevistas que deu à TV portuguesa e a jornalistas russos (nomeadamente o vídeo incluído no artigo) considero que há uma diferença muito grande entre o estilo desta e daquelas.

Curioso o facto de ter sido a Embaixada russa a fazer chegar a entrevista ao jornal Komsomolskaya Pravda!!

Curioso é também a utilização por parte de Gueorgui, (que trabalha na construção civil e nos vídeos aparenta ter uma linguagem pobre e lacónica mesmo em russo), de termos eruditos como “base legislativa”, “tribunal de primeira instância”, “manter em vigor a sentença”, “instância jurídica” etc. Como se diz em português, não bate a bota com a perdigota!!

O último parágrafo da entrevista parece ter sido escrito por qualquer pessoa, menos pelo Gueorgui Tsiklauri!!

Por fim, e ao fim de lerem a entrevista… façam uma reflexão!



(tradução da entrevista)

Gueorgui Tsiklauri: “Eu e a Natália não desistiremos da menina”

Pai biológico da Sandra deu entrevista detalhada

Olga Kusznetsova — 11.11.2009

Sandra, de 6 anos, que se tornou famosa após a sua mãe, Natália Zarubina, ter ganho um processo judicial à família portuguesa de acolhimento, pode vir a ter um padrasto. Recorde-se que, a partir da pequena localidade de Prechistoe, a opinião pública dos dois países – Rússia e Portugal – tem vindo a acompanhar as vicissitudes da vida da família Zarubin.

Ontem, Natália juntamente com o noivo Alexei foram ao Registo Civil marcar o casamento. Alexei veio de Portugal algum tempo depois da Natália e já há um mês que vive na casa dela. Desta forma, a pequena Sandra pode vir a ter um padrasto. Se Natália não perder os direitos parentais, esta será uma família completa. No entanto, muitos têm dúvidas quanto a isso, uma vez que Natália bebe em excesso.

As autoridades de Prechistoe queixam-se: não conseguimos fazer nada dela! Já a enviámos para tratamento, mas ela opõe-se terminantemente. No entanto, as batalhas perdidas contra o álcool não impediram que os funcionários locais tivessem recentemente sido agraciados com uma conhecida condecoração. A Academia Internacional de Ciências Sociais entregou à dirigente do distrito de Pervomaysk, Inna Goliadkina, a ordem “Glória da Nação”!

Os peritos, ao que parece, consideraram que os funcionários responsáveis pelo bem-estar dos habitantes locais se distinguiram nesta área.

A 6 de Novembro, no jornal “Mayak Portugalii” foi publicada uma entrevista do pai de Sandra. A Embaixada Russa colocou o texto da entrevista à disposição da Komsomolskaya Pravda.

“A SANDRA TEM O MEU APELIDO”

O pai da Sandra, Gueorgui Tsiklauri, acedeu a contar aos leitores a sua visão desta história complexa.

A história de Sandra Zarubina continua a não deixar indiferentes os russos e os portugueses. Temos visto talk shows, artigos na imprensa, investigações jornalísticas, fotos em revistas. De um dia para o outro, a menina tornou-se numa estrela e os seus pais já estão cansados de evitar a atenção dos jornalistas e de simples curiosos.

- Gueorgui, como encara esta popularidade da sua filha?

- Se eu próprio, que sou adulto, sou obrigado a desligar o telefone para descansar dos constantes telefonemas dos representantes da imprensa, para a minha filha esta atenção é um grande stress. Os adultos podem manipular a criança, provocá-la. Repare-se naquela histeria da minha filha na altura da viagem para a Rússia! A Sandra é uma menina inteligente, forte e ponderada. A histeria no aeroporto foi provocada especialmente para a imprensa. Ela durou apenas 20 minutos, mas tal foi suficiente para fazer aquelas fotos sensacionalistas. Quando a criança se acalmou ela já não tinha interesse para os jornalistas. Eu agora sei como são feitos estes artigos sensacionalistas falsos. Um dia à tarde, um jornalista português telefonou-me de Moscovo. Ele dizia “saber de fonte segura” que eu tinha abdicado dos meus direitos sobre a minha filha. Mas isso nunca acontecera! Quando eu decidi saber de onde tinha vindo tal informação falsa e telefonei para o consulado da Embaixada russa em Lisboa e para a Administração do distrito de Pervomaysk da Região de Yaroslavl, veio a saber-se que a fonte de tal falsificação tinha sido … o próprio jornalista português. Ninguém conhecia tal “notícia” para além dele. Eu tenho pena da Natália e da Sandra e peço-lhes que se aguentem, tudo se irá resolver. E não acreditem na informação publicada em certos meios de comunicação. Eu farei tudo para defender a minha única filha!

- Claro que, quando vocês começaram a viver juntos, não imaginava que no futuro iria passar por uma tal prova….

- Eu conheci a Natália duas semanas depois de ter chegado a Portugal. Estávamos em 2002. Primeiramente namorávamos, depois começámos a viver juntos. A Sandra nasceu em Abril de 2003 e foi para nós uma criança desejada. Demos o nome à minha filha em honra da Dª Sandra, uma portuguesa que ajudou gratuitamente a minha mulher durante o parto e depois da menina nascer. Possivelmente, nesse tempo nos nossos corações havia fé na honestidade das pessoas e na sinceridade das suas intenções… Mas quando a Sandra fez dois anos, nós separámo-nos, primeiro passámos a viver em casas diferentes, depois em cidades diferentes. Eu procurava trabalho, ajudava a minha filha naquilo que podia. A Natália também teve de trabalhar. Nós vivíamos e trabalhávamos em Portugal ilegalmente. Mas para os imigrantes e os portugueses isso não é de admirar! Ao contrário do que acontecia então, a base legislativa mudou e agora, quando nasce uma criança, os pais têm possibilidade de se legalizarem. Nessa altura nós não podíamos colocar a nossa filha de dois anos no infantário. Não tínhamos documentos, só o certificado de nascimento. A Natália também não tinha forma de o fazer – ela passou 3 anos a lutar pela filha nos tribunais.

- Como é que aconteceu que a Sandra foi parar a mãos estranhas e você quase perdeu os direitos sobre ela?

- A nossa filha, segundo as leis desse tempo, tinha o mesmo estatuto que os pais. Os pais eram ilegais, logo, a criança também era. A Sandra só tinha alguns direitos à assistência médica gratuita. Quando eu vivia e trabalhava em Braga, onde vivia a mãe da Sandra, via a minha filha com regularidade. Mas, tendo passado a trabalhar em Espanha, não lhe podia dar suficiente atenção. Um dos amigos da Natália propôs-lhe ajuda para tomar conta da criança. João Pinheiro e Florinda Vieira dispuseram-se a ajudar. De início eu tinha total confiança nestas pessoas, elas não levantavam suspeitas. Uma das condições foi a assinatura de um acordo de acolhimento da Sandra. Diziam que, graças a este acordo, eles colocariam a menina no infantário, a nossa filha receberia todo o apoio necessário da parte dos serviços sociais. Nós, por amor à nossa filha, concordámos mas só por seis meses! Mas, assim que foi colocada a última assinatura no documento, nós ficámos na prática privados dos nossos direitos parentais. Acontece que no documento havia muitas “pedras submersas”, termos jurídicos que nós não compreendíamos. A Natália foi a primeira a dar o alerta: para além da Sandra não andar no infantário, não obter o desenvolvimento próprio da idade, começaram a não deixar a mãe a vê-la. A mãe só podia ver a filha uma vez por semana durante uma hora! Eu durante muito tempo não soube de nada, o João dizia-me pelo telefone que a filha era minha, que eu podia vê-la quando quisesse!

- Por que é que decidiram deportar a Natália Zarubina sozinha, sem a filha, e não a entregaram a si, ao pai, mas sim ao João e à Florinda?

- Quando esta confusão começou, eu trabalhava em Espanha. A Natália não me pedia ajuda. Eu não percebia nada e perguntava constantemente ao João e à Florinda: “O julgamento é sobre quê? O que aconteceu?”. Eu não sabia que eles queriam ter os direitos completos de acolhimento da minha Sandra. Para isso, era necessário retirar os direitos parentais à Natália. Eles escolheram um momento apropriado quando a Natália chamou a atenção da Polícia devido à falta de legalização. Ela não queria ficar para sempre em Portugal e tomou a decisão de voltar para a Rússia. Mas não lhe davam a filha. Começou um pesadelo de três anos a andar pelos tribunais. Quem é pai compreender-nos-á: Sejam vocês pobres e sem direitos, um filho é coisa mais valiosa que têm. A minha ignorância trouxe vantagens ao João e a Florinda – a primeira decisão do tribunal foi a favor deles. Concederam-me um advogado, uma vez que eu não estava em Portugal nessa altura. O advogado representou-me no julgamento. As minhas palavras de que eu queria que a minha filha ficasse comigo e vivesse em Portugal foram mal interpretadas pelo tribunal de primeira instância e, na prática, retiraram os direitos parentais à Natália. Se eu soubesse que me estavam a manipular, os julgamentos não teriam levado três anos mas teriam acabado mais cedo! Depois da decisão do tribunal de primeira instância eu ainda não percebia bem o que tinha acontecido. Os meus olhos só se abriram quando a Florinda não me deixou passear com a Sandra, só me deixava vê-la na presença dos pais de acolhimento.
No entanto, em Portugal também havia quem nos ajudasse. A advogada da Natália preparou todos os documentos necessários para apresentar no tribunal de segunda instância, que nós ganhámos. Eu declarei no julgamento que não era contra a ida da minha filha com a mãe para a Rússia. Agradeço à Embaixada da Federação Russa em Lisboa e ao consulado pelo apoio aos seus cidadãos numa situação difícil. João e Florinda recorreram para o Supremo Tribunal, que tomou a decisão de manter em vigor a sentença do tribunal de segunda instância. Tal não deteve os ex-pais de acolhimento da Sandra – eles apresentaram recurso no Tribunal Constitucional. Eu não percebi em que fundamento esta instância jurídica pode resolver semelhantes questões. Claro que a decisão do Supremo Tribunal continuava em vigor.

- O senhor passou por uma situação difícil. Mas em torno da Sandra e da Natália, as discussões continuam. O que afinal será melhor para a Sandra?

- A nossa família não é a única que tem dificuldades habitacionais e materiais. Pessoas como nós são aos milhares na Rússia e em Portugal. O nosso caso mostrou somente como os imigrantes são vulneráveis e sem direitos. O mundo não é assim tão cruel, existem ainda pessoas honestas. Quando a Sandra nasceu, na sua certidão de nascimento indicaram o pai e a mãe: Gueorgui Tsiklauri e Natália Zarubina. A Sandra tem o meu apelido, eu nunca desistirei dela. Agora chamam-lhe Sandra Zarubina, mas ela sempre foi Tsiklauri. Eu, o meu pai, Natália e a sua família nunca desistiremos da Sandra. Ela ficará melhor com aqueles que verdadeiramente a amam, que não fazem publicidade com o seu nome e não fazem recolha de dinheiro escondendo-se atrás dos nossos problemas. Nós somos pessoas comuns, não tiramos lucro da desgraça alheia e não manipulamos multidões. Se a Natália tiver problemas, eu estou pronto a ficar com a Sandra. Já há mais de um ano que eu estou à espera da decisão do SEF relativamente à minha legalização. Depois /tratarei/ da equivalência do diploma. Eu formei-me na Universidade Técnica de Rovno, sou engenheiro mecânico.

- O que é que aconselharia a quem estiver numa situação semelhante à sua, quando se está sem legalização, sem ajuda, sem trabalho…

- As leis agora mudaram, e o nascimento de um filho ajuda à legalização. Mas, aconteça o que acontecer – nunca dêem o vosso filho para mãos alheias. Nunca! Por muito difícil que seja a situação, eduquem e cuidem das crianças vós próprios. Mantenham a vossa família, não há nada mais importante. E se as dificuldades forem demasiadas, voltem para casa porque lá há quem vos espere e ame.

99 comentários:

  1. Ocorriam-me várias perguntas para fazer a este Senhor. Não valerá sequer a pena fazê-las, pela impossibilidade de resposta. Mas uma, de facto, não resisto:o "tal" amor, que diz ter pela filha, tal como Natalia, é o que demonstrou ao longo destes anos?
    É que conheci vários emigrantes ilegais e, de facto, nunca vi este tipo de amor!
    Vi gente a passar fome para que nada faltásse aos filhos! Vi gente a deixar os filhos em amas, porque não os podiam deixar em infantários, para que conseguissem trabalhar! Vi gente a trabalhar no duro, de manhã à noite, para que os filhos pudessem ter comida, sim comida e não alcóol, na mesa!
    E, para não fazer todas aquelas perguntas, que me ocorrem, e que não vale a pena por impossibilidade de resposta, só acrescento mais uma coisa:
    Parabéns, Sr. Gueorgui! Talvez Portugal não o legalize, vá-se lá saber porquê!!! Mas, certamente, a Federação Russa não terá problema nenhum em fazê-lo!!!

    ResponderEliminar
  2. "Mas, aconteça o que acontecer – nunca dêem o vosso filho para mãos alheias. Nunca! Por muito difícil que seja a situação, eduquem e cuidem das crianças vós próprios. Mantenham a vossa família, não há nada mais importante. E se as dificuldades forem demasiadas, voltem para casa porque lá há quem vos espere e ame."


    E não é que ele tem razão?
    Porque o que aontece é que quando se dá com pessoas como os Pinheiros, tomam posse das crianças (mesmo que digam que é só para ajudar) e depois vão para os Tribunais para tentar roubar a criança aos seus verdadeiros pais, quando estes querem ser eles a cuidar delas.


    Depois fazem chantagem (foi o que fizeram) para mesmo contra tudo e todos ficar com a criança. E, nem que para isso inventem mentiras.

    Agora vem uma entrevista no jornal e, dado que não vos interessa, jã dizem que é mentira.
    Ora, eu também sei que os jornais só dizem mentiras .... mas há umas mentiras que vos agradam mais do que outras.
    Esta é que é a verdade.

    Todo este "borburinho" criado pela imprensa e pelos "média" e pela internet, etc., só cria danos à Alexandra, psicológicos e não só.
    Em vez de serem parte da solução, vocês sâo parte do problema.
    Mas isso é coisa que não vos interessa.

    ResponderEliminar
  3. ISILDA CORREIA-COVILHÂ
    EMBORA VENHA A ESTE BLOG RELIGIOSAMENTE, PELO MENOS 2 VEZES POR DIA ,TENTAR SABER SE TÊM NOTICIAS NUNCA MAIS ESCREVI NADA PORQUE A REVOLTA É TANTA QUE FICO SEM PALAVRAS...ESTE PAI ESQUECEU-SE DE DIZER QUE O AMOR DELE PELA FILHA VALE 30.000€...FALA CONSTANTEMENTE "NA NOSSA FAMILIA" MAS SÓ FORMOU UMA FAMILIA COM A XANINHA E A MÃE ATÉ AOS 2 ANOS DA MENINA...DE REPENTE ,UM HOMEM QUE NAS ENTREVISTAS QUE EU OUVI MAL SABIA DIZER UMA FRASE QUE SE PUDESSE ENTENDER,FICOU COM UMA CULTURA DE SE TIRAR O CHAPÉU...REALMENTE POBRE CRIANÇA!É ELA QUE FAZ DOER OS NOSSOS CORAÇÕES.CONTINUO A TER FÉ E A REZAR Á NOSSA SENHORA DE FÁTIMA PARA QUE O BEM AINDA VOLTE A ESTA MENINA,INFELIZMENTE PENSO QUE ESSE BEM TEM QUE SER LONGE DOS SEUS PROGENITORES...JÁ QUE NENHUM ME PARECE TER O MINIMO DE CAPACIDADES PARA EDUCAR ESTA MENINA.NÃO ACREDITO DE MANEIRA ALGUMA QUE O QUE ESTÁ AQUI ESCRITO TENHA SIDO O PAI,FOI ALGUÉM BEM FORMADO POR ENCOMENDA DELE...QUANTO AO SR ÁLVARO,ESPERO QUE NÃO SEJA PAI...QUEM DIZ O QUE ELE DISSE OU DESCONHECE O CASO OU NÃO TEM CORAÇÃO PARA DAR AMOR A UM FILHO.
    OBRIGADA AOS ADMINISTRADORES DO BLOG POR TUDO O QUE TÊM FEITO E PELAS DICAS QUE NOS VÃO DANDO PARA NÓS AJUDARMOS PELO MENOS COM OS MAILS.CONTINUEM NÃO DESISTAM DA XANINHA!É UMA CRIANÇA INOCENTE E POR ISSO MERECE SER AJUDADA...OBRIGADA

    ResponderEliminar
  4. Uma entrevista por escrito que obviamente foi retocada e um rol de mentiras.

    Natália disse que o Georgi fez tudo para a prejudicar, mediante telefonemas (denúncias) para o SEF, com vista à expulsão dela do país.
    Segundo ela, a perda do emprego que chegou a ter (auxiliar de cozinha) deveu-se a manobras dele. E na sequência dessas manobras, foi despedida.

    As alegadas reservas por parte da família Pinheiro, resultam do facto de um certo dia, a Alexandra ter deixado a casa dos Pinheiro e ter sido levada pelo casal Georgi/Natália para um passeio. Quando regressou, voltou com a "cara rebentada". Esta é a explicação da cicatriz no topo do nariz, que se vê em algumas fotos da Alexandra.
    Segundo disse o casal Georgi/Alexandra, a menina caiu contra os expositores metálicos de um quiosque.
    Outra versão, diz que foi um garfo na testa. isto está publicado num site russo.
    A partir do dia em que a miúda regressou com a ferida na testa, entre os olhos, o casal Pinheiro, decidiu não autorizar mais tais saídas da miúda para os passeios.
    Acho que fez muito bem.

    De acordo com o testemunho de Irina (vídeo no blog do Shostak) o pai, de manhã, comia o yogurte que era para a menina (não sei se era simples yogurte ou aquela comida própria para bebés, tipo Bledine ou Bledina) e depois saia de casa para o trabalho.
    A criança ficava sem o pequeno-almoço.
    Que rico pai ...
    A foto da criança a brincar com uma garrafa de cerveja (e com o babygrow todo sujo e imundo, com nódoas, molhado) que está na revista Sábado, foi desvalorizado pela Natália, dizendo que a garrafa estava vazia ...
    Que rica mãe ...

    ResponderEliminar
  5. Esta entrevista é uma mentira do principio ao fim,e,o Sr. Gueorgui obteve uma grande ajuda para elabora-la.
    Porque será que a embaixada Russa, continua a tentar dourar a pilula, porque será?
    A verdade é que a criança continua a sofrer e em perigo, essa é que é a verdade!

    Um grande abraço a todos os que continuam a lutar pela felicidade desta menina.

    Não vamos desistir de ti, Xaninha!

    Ana_Palmela

    ResponderEliminar
  6. Sr. Gueorgui nunca soube ser pai!Mais, nao quis ser pai! Abandonou a filhinha quando mais precisava dele!Mandou-a para o exilio!
    Agora que?
    Quer ser pai modelo!!!
    Eu vivo nos EUA, mas por favor ,deportem esse homenzinho para a Ucrania!!

    ResponderEliminar
  7. O Sr. Embaixador da Rússia parece-me estar a entrar em pânico, porque será?

    Quanto ao Sr Gueorgui até dá vontade de rir se não fosse tão dramático, amor pela filha??? Não foi você que a quis vender por 30000 euros (dito pela própria Natália)???

    A embaixada devia ter um sentido de responsabilidade maior e não publicitar toda esta palhaçada! Já ficaram tão mal vistos que seria aconselhável ficarem pelo menos em silêncio!

    ResponderEliminar
  8. Se existe declarações falsas não é por certo da parte dos portugueses mas sim da embaixada russa e tanto da Natália como desse sujeito que agora diz que sempre amou a filha, se todos os pais amassem os filhos como esses dois "amaram" a pequenita Alexandra, teríamos crianças afectadas psicológicamente para a vida, crianças traumatizadas... para não dizer pior!!!
    Os portugueses são maus não é? A familia Pinheiro tratou mal a Alexandra não foi? Que fazes ainda cá? Vai para o teu país e não voltes!!!!!!!!
    A minha indignação por tudo isto em redor da "nossa" pequenita ainda me revolta mais... só mentiras, só contradições... vale tudo menos terem respeito e consideração por aquela menina e mais, por aquela familia que mostrou à criança o que é ser AMADA!!!

    ResponderEliminar
  9. Sr. Álvaro,

    Lamento profundamente que as palas que tem nos olhos continuem aí...
    Mas não se preocupe, as de muita gente já caíram faz tempo...
    Um bom domingo e aproveite para reflectir um pouco.

    ResponderEliminar
  10. Ola.li esta entrevista no komsomolskaya pravda.melhor dizer começei ler mas nem acabei de ler.lougo percebi que burro como este homem E,nao podia falar ele mesmo nesta entrevista.ESCALHAR ALGUEM NO CONSULADO RUSSO tive tempo para escrever este barbaridade?!tambem li comentrarios no jornal russo.muitos leitores deixaram comentarios,ninguem nao acredita no pai biologico!

    ResponderEliminar
  11. Nós todos temos a certeza disso Olesya, daí a nossa grande admiração e respeito por esse povo tão solidário, não fosse o povo russo e a pressão que tem feito sobre as autoridades não sei como estaria a pequenina Alexandra! Um bem haja para esse MAGNÍFICO POVO e também para o nosso que tem apoiado esta causa em defesa dos Direitos Universais da Criança e para os administradores do blog que deram início a esta causa e à lutadora família Pinheiro!

    ResponderEliminar
  12. Quanto mais conheço da vida desta menina, mais decepcionada fico pelo facto a vida só lhe ter trazido sofrimento. Aqueles que tinham obrigação de a proteger e de lhe proporcionar uma infância feliz, fizeram dela um objecto ao serviço dos seus interesses, deixando-lhe marcas físicas e psicológicas que a acompanharão para sempre. Aos 17 meses, esta menina viu-se obrigada, felizmente, a adaptar-se a uma nova família. Mas, como se tudo o que ela sofreu até aos seus seis aninhos não bastasse, até os seus pais lhe roubaram. Sim, porque a D.Florinda e o Sr. João foram e SÃO a única coisa boa na vida da Xaninha.

    Agora, são tantos os interesses que sobrepõem aos dela! Como é possível?

    Acontece que, lamentavelmente, nenhum de nós pode decidir o futuro dela. Se pudéssemos, ela já estaria em segurança e feliz há muito! Porém, estamos aqui e iremos onde for necessário para que ela fique bem. Por ela, faremos TUDO o que estiver ao nosso alcance! Não vamos desistir!

    Não vamos desistir!

    Pela Xaninha, TUDO!!!

    ResponderEliminar
  13. Sr. Alvaro,

    Terei todo o gosto em discutir os pormenores deste caso pessoalmente com o Sr.quando achar pertinente, estarei ao seu dispor!!!

    ResponderEliminar
  14. Parabéns aos adm.do Blog pelo novo e lindo video sobre a Xaninha. Ela teve a sorte durante a sua curta existência de encontrar quem lhe preenchesse a vida com os melhores cuidados e carinhos. Foi criminosa a decisão que tudo lhe retirou. Não há palavras para tamanho falta de humanidade.

    Mas faço minhas a palavras da Universalista, que existe amor no povo russo e no povo português.

    http://golishev.livejournal.com/1176935.html

    Vladimir Golyshev (golishev) disse
    "....
    Acontece que o Tribunal Português estava interessado em que a decisão (no plano jurídico, como, som absurdo, mas na verdade). Caso contrário, seria re-exame e estudo cuidadoso das "boas condições económicas" Zarubin em Pure

    O que fez o Tribunal Português de tomar ao pé da letra uma mentira deliberada?

    Acredito que os interesses nacionais de Portugal, que neste caso coincide com os interesses nacionais da Rússia "

    Um lembrete, Portugal tentou se livrar rapidamente do caráter problemático da Natalia Zarubina

    No curso da história "preço de emissão" cresceu (especialmente após a intervenção activa no processo do estado da Rússia) ..."

    A tradução google não dá para entender tudo, mas penso que pode ser interessante ver o seu ponto de vista.

    Também vi na grande quantidade de comentários dos russos ligados à entrevista do pai bio da Alexandra que varias pessoas colocam a questão de saber onde está a Valeria, terá saído de casa, terá doente?
    se assim é, alguém em que a Xaninha se apoia também está ausente.
    http://yar.kp.ru/daily/24392/570631/

    ResponderEliminar
  15. http://cidadaniaresponsavel.wordpress.com/2009/06/11/sentenca-do-caso-alexandra-mal-explicada/

    voltei a ler o texto deste link e é de destacar que

    "Gouveia Barros diz não recear que a sua decisão seja sufragada. “Se a minha decisão pudesse ser corrigida por um tribunal mais habilitado, como o Supremo, sentir-me-ia confortável.” Só que, neste caso, não poderá haver qualquer recurso, já que as medidas de protecção de menores só vão até à segunda instância. “Neste caso, não há volta a dar. A decisão do Tribunal da Relação é definitiva e o juiz sabe isso muito bem”, declara João Araújo.

    ...
    quando vemos a quantas instancias têm direito tantos infractores que defraudem este país, é verdadeiramente revoltante.

    ResponderEliminar
  16. Boa tarde a todos!

    Àcerca da entrevista do pai, nem vale a pena comentar...nada de novo, a não ser de facto, o estilo e o vocabulário utilizado.
    PALAVRAS PARA QUÊ????

    Isto é que realmente me preocupa...a embaixada Russa continua a "trabalhar" contra a Xaninha, contra a família Pinheiro, contra Portugal!!!
    Isto é qu é muito preocupante....pelos vistos, não avançamos nada, nada mesmo....
    E o dia 20 tão perto...
    Se a embaixada faz isto, "encomenda este trabalho", temos um muito mau sinal para dia 20....(se é que vai acontecer alguma coisa dia 20?!).

    Pobre Xaninha!!!

    Um abraço a todos os amigos da Xaninha, muita força casal Pinheiro e continuação de bom trabalho aos Administrdaores!

    Mais uma vez, um video muito bonito....
    Obrigada!

    Ana Carla Carvalho

    ResponderEliminar
  17. O ditado é velho: Quem meus filhos ama, minha boca adoça!

    Não é o caso, não há maneira de reconhecerem o bem que o casal Pinheiro fez à pequenina Alexandra!!!!!

    Também eu estou preocupada e nota-se claramente que o teor desta entrevista é falso!!!!!

    Espero que pensem na Xaninha por uma vez na vida!!!!

    OBRIGADO a todos que sofrem por ela!!!

    ResponderEliminar
  18. Espero que o Estado Russo não prejudique a Alexandra, deixem a menina escolher com quer viver. Concerteza que ela não hesitará em escolher a familia que a acolheu que lhe deu carinho que lhe matou a fome a sede o frio etc.sejamos racionais.Mãe não é a que pariu, mas sim a que dá carinho e amor. O pai biológico esse não merece comentário. Em relação ao Sr. Vitor pelo que escreve parece-me uma pessoal insenvivel ou um frustrado na vida de certeza que não conhecesse a palavra deixem-me ser feliz sou criança tenho esse direito.
    Domingo, 15 de Novembro de 2009

    ResponderEliminar
  19. Universalista e Carla Buarque:

    Já conseguiram o endereço do Sr. Nicolay?
    Eu não estou a conseguir.

    Obrigada

    Pela Xaninha, SEMPRE!!!
    Ana Carla Carvalho

    ResponderEliminar
  20. Bem, o que se pode comentar sobre esta assunto é:
    Sempre que houver uma criança em apuros e mal tratada, por favor chamem as autoridades para poderem retirar a criança aos pais. È que uma criança com 18 meses com uma cerveja na mão, como a Xana tem uma foto dessas, a pesar 5 Kg com 18 meses, são razões mais do que suficientes.
    Sendo a criança entregue ao Estado por maus tratos, ai sim, é muito dificil o Estado entrega-la de mão beijada novamente aos pais.
    Penso que o caso da Xana bem como da Esmeralda, se fossem imediatamente chamadas as autoridades competentes, hoje estes supostos " pais", ainda não tinham as crianças assim tão facilmente.
    Pois "pais" para muita gente é quem tem uma relação sexual, coloca a semente ( gene) e desaparace, ou quem consegue parir a criança e depois obriga a mesma a passar fome, a mendigar, abusar da criança, ser indiferente para ela.
    Para mim Pais são aqueles que dão carinho, fazem sacrificios, se faltar comida deixam de comer para dar ao filho, estão ao pé da cama deles quando estão doentes, ouvem a 1ª palavra, o 1º passo, a acompanham o seu desenvolvimento ao longo da sua vida.

    Sr. Alvaro, os seus pais foram o tipo 1º ou 2º .
    Acho que não gostavam de si, por isso, hoje o sr. é o reflexo de um adulto frustrado, com problema psicologicos, que continua a vir a um blog onde não é benvindo, para poder sentir que ainda lhe dão atenção.

    ResponderEliminar
  21. Bom dia a todos,

    Sabem se o Casal Pinheiro já conseguiu falar com a Xaninha???

    Ana Rocha

    ResponderEliminar
  22. Não tenho comentarios para esse senhor, que de pai não tem nada.
    Há crianças que nascem mesmo com pouca sorte.

    ResponderEliminar
  23. Bom dia a todos

    Em primeiro lugar quero agradecer mais uma vez pelo lindo video da Xaninha, está magnifico. Parabéns. Adorei, não pude de deixar de chorar mais uma vez por esta linda menina.

    Em segundo, em relação à entrevista é uma grande mentira e é tudo manipulado...e não quero comentar mais....até o bom povo russo que está por eesta menina vê isso, e também aproveito para agradecer ao povo russo o apoio que nos teem dado.

    será que não se pode mostrar a esta gente que está contra nós ou que dizem tão mal dos pais afectivos, estes lindos videos, para eles verem como a criança foi tratada, e não é nada do que eles dizem....isto até me revolta...o que dizem do casal Pinheiro....esta gente é como diz o ditado "É cão que não conhece o dono". Quando a Xaninha foi entregue ao Casal Pinheiro e a levaram ao médico, o médico ficou doido como é que foi possivel entregarem uma criança naquele estado que pidia morrer, e é este o "amor" que os pais biológicos teem por esa menina?

    São pessoas "ordinárias" é o que eles são...sabem..nem quero comentar mais...fico aqui a rezar sózinha por esta menina e também para que não faltem as forças a todos nós nem ao casal Pinheiro para lutarem por esta menina, que tanto a adoramos. Será que esta gente não vê isto? Só me apetece gritar...

    Bem ajam
    Isabel

    ResponderEliminar
  24. Bom dia

    Esta entrevista só vem reforçar que há pessoas que não têm mesmo vocação para ser pais, mem nunca o deveriam ser.

    Não há palvras para descrever tanta falta de princípios e valores.

    Mas acredito, que palvras destas não impressionam ninguém, pois como nós os responsáveis e as instituições conhecem bem este tipo de discurso, impressionista.

    O que interessa realmente são as acções, e estas não foram as melhores, como já se constatou e todos sabemos.

    Acredito no povo russo, nos amigos que lá que estão a lutar como nós pela felicidade desta menina e a devolver-lhe a felicidade que ela merece e que nunca lha deviam ter retirado.

    Acredito na união e na boa vontade entre estes dois países e na boa vontade das instituições que um lado e outro irão restituir o bem estar à xaninha.

    Xaninha, desde que te conheci, nunca mais saís-te da minha vida.

    Por ti, vou lutar e vou ajudar, sempre!

    Não vamos desistir de ti!

    Para ti, um beijo do tamnaho do mundo!

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  25. Bom dia a todos os amigos da Xaninha.

    Sr. Álvaro não sei de sabe mas também está a contribuir para o tal "burburinho" criado pela internet, pelo que faça-nos o favor de não comentar aqui.

    Este blog foi criado com a finalidade de defender os interesses da Xaninha, o Sr. não tem a mínima ideia do que é ser pai e mãe, possivelmente não teve esse dom.

    Ainda não conseguiu perceber ou assimilar que este blog foi criado por pessoas que querem "BEM" e "AMAM" a Xaninha.

    Uma sugestão crie um blog onde defenda as suas ideias, assim terá a possibilidade de constatar se terá muitos seguidores.

    Agora vou ao que realmente interessa, o vídeo da Xaninha, tal como os outros está lindo, tal como ela.

    Continuamos ansiosos pela falta de contactos com a nossa princesa, preocupa-me o que lhe passará pela cabecinha e as saudades que sentirá dos seus pais maravilhosos.

    Casal Pinheiro e Administradores do blog muita força, o amor permanecerá acima de tudo e a Xaninha merece.

    Para ti princesa um beijo do tamanho do mundo, tenho-te no meu coração.

    Nazaré

    ResponderEliminar
  26. Quando é que o bem vence o mal?

    Quando é que a Justiça se sobrepõe a injustiça?

    Quando é que a Xaninha volta?

    Porque nao ligam para a escolinha para falarem com ela?

    paula ODV

    ResponderEliminar
  27. Olá a todos!

    Marisa, penso que este video é da sua autoria, Parabéns! A letra diz tudo, as imagens mostram o quanto esta menina era feliz, a alegria está estampada no rosto da Xaninha!

    Xaninha Querida,
    Continuo aqui, imploro que aqueles que têm o teu destino nas mãos, pensem com o coração e actuem com vista à tua felicidade!

    Um beijinho para ti e um abraço do tamanho do Mundo!

    Maria Eiriz

    ResponderEliminar
  28. Boa tarde a todos os Amigos de Xaninha !

    Sim, continuo convosco, continuo aqui .
    Acabei de ver o último vídeo de Xaninha (sem som ...) e as lágrimas não param.

    Não tenho tido nenhum acesso à net nos últimos dias ... só agora, um pouquinho.

    Li este último post e, na realidade, não tenho comentários, pois o pai que Deus me deu o previlégio de ter em nada se compara com este, o meu pai sempre me colocou em 1º lugar, e ainda hoje tenho de me "zangar" com ele por vezes !

    Nota-se que há retoques nas respostas, sem dúvida nenhuma. Que tristeza...

    Meu Deus, neste status quo, porque é que simplesmente não é perguntado à Xaninha onde e com quem ela quer ficar ??? Seria tudo tão simples. Mas o meu coração confia que todos juntos, os amigos russos e os amigos portugueses que abraçam esta causa venham a conseguir muito bons resultados.

    Força e coragem, Família Pinheiro e Srs Adms deste Blog!

    Xaninha querida, que Deus te guarde, te abençoe e te proteja. Te dê forças, meu anjo, para seguires em frente, sempre em frente.


    Um abraço do Algarve
    para todos

    ResponderEliminar
  29. Mais um dia pela Xaniha, na luta e na esperança que a justiça seja de alguma maneira reposta.

    Na minha humilde opiniao, por muito que queira ver a Xaninha tirada daquela familia sem quaisquer laços familiares, a entrega ao pai biologico, nao é de todo a soluçao.

    Para pior das decisões, tal como os pais afectivos já deram conhecimento, e na impossibilidade de lhes ser entregue a menina, ainda preferia o orfanato.

    ORFANATO, palavra escura, pesada e fria...mas para sobrevivencia da Xaninha, para ficar longe de tanto mau trato,falta de afecto, talvez seja mesmo essa a instituiçao capaz de lhe dar pelo menos, a segurança e o acolhimento que a Xaninha precisa, para voltar a sorrir.
    E quem saibe um dia mais tarde....

    ResponderEliminar
  30. Amigos ADM,

    o que pudemos esperar de dia 20 de Novembro?

    Sabem mais alguma coisa da menina? Como resiste ao frio... e a falta de contactos... não há mesmo nada a fazer...

    Paula ODV

    ResponderEliminar
  31. Boa Tarde

    Depois dum fim de semana cá estou de volta.

    Estive a ler tudo e pasmei:

    PAI??? MAS QUE RAIO DE ENTREVISTA É ESTA?
    QUEM É QUE LHE ESCREVEU TUDO O QUE ELE DISSE?
    SIM. NÃO VAMOS ACREDITAR QUE ELE CONSEGUIA DIZER TUDO AQUILO POR ELE MESMO.
    UM PAI QUE QUER VENDER A FILHA? QUE NUNCA QUIZ SABER DELA E AGORA VEM DIZER QUE ELE E A NATÁLIA LUTARAM POR ELA?

    MÃE??? MAS QUE RAIO DE MÃE É ESTA QUE DEIXA A FILHA CHEGAR AO PONTO QUE CHEGOU QUANDO O CASAL PINHEIRO A RECOLHEU?

    QUE RAIO DE GOVERNO (RUSSO) QUE TUDO FAZ PARA PROTEGER ESTA GENTE EM VEZ DE AJUDAR ESTA CRIANÇA?

    QUE INTERESSES PODEM ESTAR POR DETRÁS DISTO TUDO PARA AGIREM ASSIM?
    PATRIOTISMO? QUEREREM A CRIANÇA? PARA A POREM NUM ORFANATO? PARA A DAREM PARA ADOPÇÃO? QUE LUCRAM COM TUDO ISTO?

    O dia 20 está próximo. Nem quero pensar no que irão fazer a esta criança.

    Que raio de mundo é este?

    Vi hoje no Jornal da tarde (13H) uma notícia que dizia que o PRESIDENTE CAVACO SILVA tem uns poucosa de sítios para onde se pode escrever para ele...Facebook, youtube...

    Ainda não fui à procura mas deixo aqui a dica...assim que puder também vou ver como lhe escrever.

    Força a todos, nestes derradeiros dias.

    NÃO PODEMOS BAIXAR OS BRAÇOS

    SEMPRE PELA XANINHA.

    Isabel Ferreira

    ResponderEliminar
  32. Ana,

    Infelizmente ainda não consegui nada!

    Colo imediatamente aqui se conseguir.

    Em relação à entrevista... Sem comentários.

    Há novamente uma nítida tentativa de controlar a opinião pública.

    ResponderEliminar
  33. Miguel Macedo e/ou Fandral e/ou Zarita e/ou alguém que possa dar alguma posição...

    Estamos preocupados (acho que posso falar por todos) com a falta de contactos com a Alexandra.

    Será que podem deixar algum comentário a esse respeito?

    Obrigada


    Abços

    ResponderEliminar
  34. Amigos

    A ausência de contactos assusta-nos, imaginamos o pior.

    Mas, por outro lado acredito nestes Adm. do blog, acredito no povo russo que tanto nos ajuda, nas autoridades e na diplomacia.

    Também ando ansiosa com noticias e principalmente noticias boas, notícias que nos tranquilizem o coração e saber que esta menina já não está em perigo.

    meus deus, não consigo exteriorizar a ansiedade que tenho a vontade de ajudar esta menina, mais e mais.

    Continuo convosco, aqui e para tudo!

    Paremos todos e refletamos, é uma CRIANÇA que só quer ser feliz!

    Casos da vida já nos ensinaram que o valor humano é o mais importante!

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  35. Amigos...

    Acho que as nossas entidades que manifestaram o desejo de ajudar (MNE, etc., não falando de outras)não estão a fazer absolutamente NADA. Foi só para os largarem da mão. È tudo a mesma coisa.
    Também tenho andado ansiosa por saber noticias e ...nada...o que se passa?

    Xaninha nós estamos contigo
    Amigos do Blog, amigos desta causa, pais afectivos...digam o que é preciso fazer...estou preocupada com a Xaninha.
    Beijos
    Isabel

    ResponderEliminar
  36. Anabela
    Boa tarde para todos e muito especialmente para a ''minha'' XANINHA(quem me dera que fosse).
    Neste momento para além de tantas hipóteses, estou muito preocupada com a falta de contactos com a XANINHA, só penso no pior...todos os minutos penso no que ela poderá estar a fazer ou sentir e não consegue exprimi-lo para quem a realmente AMA, por favor digam o que precisamos de fazer para poderem falar com a XANINHA, estou imensamente desesperada...
    Mais uma vez IMPLORO a quem pode mudar o teu destino que o faça, é uma obrigação que todo o mundo tem para contigo.
    Para ti XANINHA:
    Um beijo do teu tamanho com toda a ternura possível de imaginar... e jamais sais do meu pensamento, ADORO-TE

    ResponderEliminar
  37. Angela

    Nesse link que indicou o Snr. Vladimir Golishev "atira o sabonete ao juiz Gouveia Barros" o qual ele considera o responsável maior nesta trapalhada.
    Tal lançamento do sabonete ao juiz, expressão literal que cidadãos do Leste têm utilizado, (naturalmente para ele se limpar da bela cagada que fez) é acompanhada de acusações ao advogado a quem a avó Olga recorreu, e que a aconselhou que ela metesse uma cunha ao presidente (na altura Putin) e também, que o assunto se transformasse num "Projecto Nacional".

    Não lí tudo, apenas o início.

    Em síntese, ele considera (como a esmagadora maioria) a Alexandra, como a "Refém Portuguesa".

    O pai parece que é georgiano.

    Existe uma série de trapalhadas quanto à nacionalidade dele e á "russificação" da Alexandra, que interessa aprofundar.

    Extracto do início:

    "Portuguese education

    Do not forget that:

    1. Sandra was born in Portugal
    Educated Portuguese
    Native language - Portuguese
    religion - Catholic
    No other land, country, language environment, and so she never knew
    Now she - Portuguese girl who only have to (understand why) "become Russianized"

    ie there can be no "return" - only "forced displacement" (deportation) ...

    2. Portuguese girl Sandra has mixed Georgian-Russian ethnic origin
    Until very recently, Sandra did not have citizenship.
    What is called on a general basis, it was easier to get Ukrainian citizenship (by birth from his father a citizen of Ukraine) and, possibly, Georgian citizenship As a father - ethnic Georgians (not sure - need to be confirmed)
    Most natural for the Portuguese girls, was to obtain the nationality of their home country - Portugal
    If its "non-biological" parents were able to legalize their status, she would have Portuguese nationality, of course, has
    The most difficult areas for the Portuguese girl, Sandra was the nationality of the RF
    (those who tried to "on the common grounds" to get it, confirm) Supersonic speed of its transformation into a citizen of Russia - a consequence of interest in this state structures of Russia. If it was considered appropriate, a Portuguese girl, Sandra would be an Honored Artist of Russia, or a member of the Public Chamber of Russia about the same speed (shit-issue!)"

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  38. AMIGOS DA XANINHA

    É URGENTE: VÃO AO BLOG RUSSO ASSINAR AS DUAS CARTAS QUE LÁ SE ENCONTRAM.

    É URGENTE: VÃO JÁ HOJE!

    ResponderEliminar
  39. AMIGOS DA XANINHA

    SE JÁ ASSINARAM PEÇAM POR FAVOR A FAMILIARES E AMIGOS QUE TAMBÉM ASSINEM.

    È URGENTE!!!

    HOJE, POR FAVOR!!!!!

    ResponderEliminar
  40. Ola,

    Eu já assinei com todos da minha familia.

    Mas sugiro que se utilize as assinaturas (dados) que estão na petição. As pessoas de certeza que não se importam, pois a causa é a mesma e é mais fácil é só copiar.

    O que vos parece.

    Paula ODV

    ResponderEliminar
  41. Bom dia amigos

    Mais um dia pela Xaninha

    Para ti minha querida muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  42. pessoal so para dizer ke não consigo de todo aceder as cartas sera que sou dahhh como faço???desculpem a ignorancia
    maria polar

    ResponderEliminar
  43. Inacreditável!!!!

    É por estas, e por outras, que cada vez menos as pessoas ajudam o próximo!

    Força Alexandra! Cada dia que passa está mais perto o teu regresso.

    ResponderEliminar
  44. maria as cartas tem os links aqui no blog do lado esquerdo é so carregar e depois em baixo aparece uma caixa para comentários.(tal como se faz aqui)

    neste espaço escreve-se nome+país+localidade+BI

    e carrega-se no send

    ele pede que escrevemos as letras distorcidas escrevemos e o comentario é enviado.

    Paula ODV

    ResponderEliminar
  45. obrigada paula já me tava a passar....ja consegui

    ResponderEliminar
  46. Boas,com a ajuda dos sobrinhos já consegui enviar 30 a cada carta.

    Força vamos conseguir muitos nomes para as cartas PELA XANINHA.

    Obrigado a todos

    ResponderEliminar
  47. Se não tiverem tempo deixem aqui o nome completo + cidade + Pais + BI que nas próximas 3 horas tenho tempo para estar online e assino nas cartas por voces.

    ResponderEliminar
  48. Susi,

    se esta com tempo porque não se coloca os dados que temos nas petições que assinamos é só copiar e as pessoas são as mesmas.As petições estão disponiveis aqui no blogue.

    è uma sugestão... para corrermos contra o tempo

    paula ODV

    ResponderEliminar
  49. E estas assinaturas têm nº de BI e localidade?

    As que estão nas petições?


    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  50. Graça,já não me lembro,mas quando vou ao link da petição não visualizo os nomes

    ResponderEliminar
  51. Não me parece que veja os nºs de BI mas posso ser eu que não estou a ver bem.

    Se alguem puder ajudar e souber dizer, obrigada.


    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  52. As petições não têm o Nr do BI ,mas a boa noticia é que a petição Internacional continua a ser assinada por pessoas de todo o mundo,juntos vamos conseguir.

    PELA ALEXANDRA de novo em Portugal.

    ResponderEliminar
  53. Caros Amigos

    Cá continuamos todos unidos. Que podemos fazer mais para ajudar a Xaninha?
    Como estão a correr as coisas?

    Agora não se vêem os contactos (apesar de não haver recente viam-se os anteriores. Porque tiraram?)

    E os que estão online. Tambêm não se vêem...

    Querida Xaninha, não quero nem pensar que o dia 20 está tão perto e nós sem saber o que te vai acontecer.
    Minha querida quem dera poder fazer mais.

    SR. JUIZ GOUVEIA DE BARROS SÓ ESPERO QUE A SUA VIDA NO FUTURO SEJA TÃO INFERNAL COMO TEM SIDO A DESTA MENINA. A RAIVA QUE SINTO É DIFÍCIL DE DESCREVER.

    Desculpem os que estão habituados a ler o que escrevo. Às vezes é mt difícil esconder o que nos vai dentro do coração.

    Deus manda perdoar mas quem pode perdoar assim de ânimo leva a tal personagem?

    Talvez com o tempo... mas considerando a minha idade será que tenho tempo de esquecer o que ESTE JUIZ FEZ?

    Meus Amigos, não desisto de ver a nossa menina connosco.

    PELA XANINHA SEMPRE

    Isabel Ferreira

    ResponderEliminar
  54. ...Sim, claro! Este senhor bem pode ser um engenheiro mêcânico. Sim, até poderia tirar o mestrado!...E poderia, até mesmo, fazer o doutoramento!!!...Mas, seguramente, de nada lhe valeria, pois é uma pessoa que revela uma ignorância absoluta em matéria de sentimentos; Ignorância em matéria de afectos; Ignorância em matéria de vida!!!

    ..." Quem não compreende um olhar, também não compreenderá uma longa explicação!"...

    Bem Haja a todos, aos adm.Blog, e familia Pinheiro, que tanto admiro!!!!

    ResponderEliminar
  55. Boa tarde,
    Cada dia que passa e não vejo contactos com a NOSSA MENINA desespero... o que temos que fazer?? É horrível não saber (mesmo longíssimo)o que se passa com ela... Estou de tal forma sensibilizada com a situação da NOSSA MENINA que não consigo pensar em outra coisa.
    Eu adormeço a pensar nela e acordo a pensar nela... um beijo do tamanho do mundo para a NOSSA PRINCESA, e que neste momento esteja feliz, que tenha um resto de noite lindo e que N. Sra. de Fátima a guarde todos os minutos.

    ADORO-TE XANINHA

    ResponderEliminar
  56. Para este srº que se diz pai nem tenho palavras um pai não é assim .

    só quero o bem desta menina nem a conheço mas para mim é muito importante é uma mulher lutadora lutou com todas as suas forças agarrada aos pais do coração para não a levarem para um pais desconheçido e pediu para lutarem por ela é o que estão a fazer e nós também juntamente com estes amigos maravilhosos que conheçi graças á Xaninha por isso vamos todos lutar pela Xaninha até que ela volte para junto de quem ama e amam a ela

    é com um nó no coraçao que acordo todos os dias e rezo para que este pesadelo acabe bem para todos mas principalmente para a nossa menina ela mereçe cresçer feliz

    uma boa noite a todos

    um abrço á Familia Pinheiro e muita força

    Admt do blog muito obrigada por tudo força

    eu nunca vou deixar de lutar por ti Xaninha


    do algarve Marianeves

    ResponderEliminar
  57. Bom dia amigos

    Mais um dia pela Xaninha

    Beijinhos minha querida

    ResponderEliminar
  58. Boas,sempre cá,nunca vamos deixar de lutar pela Xaninha.

    Muito obrigado Admin.do Blog e a todos estes amigos.

    Força F.Pinheiro tenho no meu coração que a Xaninha volta para Portugal.

    ResponderEliminar
  59. Bom dia,

    Mais um dia com a XANINHA no coração e no pensamento, se ELA imaginasse o quanto a ''queremos'', aqui junto de nós, no nosso país...
    Vamos todos fazer o possível e o impossível para que a ''nossa'' PRINCESA regresse quanto antes, de onde nunca deveria ter saído.
    Um lindo beijo para uma LINDA PRINCESA, e que tenha um resto de dia fora de série...

    ResponderEliminar
  60. Amigos

    Li uma notícia, hoje, no Correio do Minho sobre a reunião que o Advogado João Araújo irá ter amanhã no Ministério dos Negócios Estrangeiros, com o Senhor Ministro Luís Amado ou um representante.

    Podemos comentar a noticia.

    Eu já comentei, a pedir que a menina regresse para o seu país onde voltará a ser feliz junto daqueles que mais ama e que não esquece.

    Por favor, se puderem comentem.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  61. http://www.youtube.com/watch?v=Vt4zgy8DSJQ

    QUEIRAM FAZER O FAVOR DE FAZER CHEGAR ESTE PEQUENO FILME AO SR JUIZ...
    COM VOTOS DE FELIZ NATAL E RESTO DE CONSCIENCIA FELIZ!!!!!!!
    maria Polar

    ResponderEliminar
  62. Bom Dia

    Escrevo só para perguntar, principalmente aos Adm. do blog, se não há mais notícias da Xaninha, através da imprensa russa e até do Sr. Milhazes.
    Não se pode saber o que se passa com ela?
    Porque não atende o telefone? É a família que não a chama (não me admira nada).
    De vez enquando viamos imagens dela, mas já há algum tempo que não aparece nada.

    Alguém sabe se os nossos diplomatas fizeram alguma coisa depois de tantos mails que receberam?

    E o dia 20 aí à porta. Deus é grande e tenho fé que se faça o melhor para ela.

    Respondam se puderem. Penso que são dúvidas comuns a muitos de nós.

    Um beijinho para a Xaninha.

    Coragem para o Casal Pinheiro. Não desanimem seja qual for a resolução.

    Cá estarei(emos) para o que for preciso.

    Isabel Ferreira

    ResponderEliminar
  63. tenho também a dizer a proposito de pais e de emigrantes que ha alguns meses atras,tomava eu café numa pastelaria quando se abeirou de mim um senhor pedindo-me qualquer coisa para comer...via-se claramente que vinha "das obras" e tinha claramente um sotaque "de leste" não queria dinheiro,só comida pelo que pedi que lhe trouxessem uma sopa fiquei tão impressionada com a sofreguidão(fome) com que ele a comia que pedi que lhe preparassem uma sandes mista de carne...mas terminada a sopa,para meu espanto,e apesar da fome ele pediu para embrulhar a sandes para levar para a familia!!!!!e naquele momento aquele homem deu-me uma enorme lição de altruismo:ele tinha fome.Ele poderia ter comido a sandes a familia não saberia.mas ele preferiu ficar com alguma fome e partilhar com a familia.

    PERGUNTO AO SR GUEORGUI:
    ERA ASSIM QUE O Sr. fazia com a sua filha????partilhou o pouco que tinha ou pelo contrário comia aquilo que pessoas ofereciam para a "pobre" da sua filha que foi resgatada no limite da desnutrição????

    e mais não digo sobre esse senhor e as suas contraditorias entrevistas porque me dá nausea!!!

    Maria Polar

    ResponderEliminar
  64. O advogado da família de acolhimento de Alexandra, a menina russa que foi entregue à mãe biológica no passado mês de Maio pelo Tribunal da Relação de Guimarães, vai ser recebido na próxima sexta-feira, no Ministério dos Negócios Estrangeiros, a convite do próprio ministério.
    João Araújo não sabe se será recebido pelo ministro do Negócios Estrangeiros, Luís Amado, ou um seu representante, mas admite que a audiência deverá contar com a presença do embaixador russo em Portugal.

    Este encontro servirá para “fazer um ponto da situação”, havendo a possibilidade de uma conversa com Natália Zarubina, no sentido de apurar, uma última vez, o seu interesse ou não de regressar a Portugal.
    “Caso ela manifeste interesse, tudo será feito para que as autoridades ru ssas a deixem regressar”.

    Curiosamente, a audiência está marcada para o dia em que as autoridades russas deverão decidir se retiram Alexandra à mãe biológica ou não, pelo que o encontro não deverá passar de uma mera formalidade.
    João Araújo refere que caso a mãe reitere a posição de não voltar para Portugal, se deverá colocar um ponto final nesta história.

    “Continuo a dizer que a menina vai ser retirada à mãe e entregue a um casal russo o que, de facto, é a melhor solução para ela”, diz o advogado.
    “Só espero que sejam pessoas normais, sensíveis e que lhe dêem uma boa educação, permitindo a Alexandra ultrapassar o trauma imenso causado por esta situação”, prossegue o advogado num comentário sobre o casal que adoptar Alexandra.

    ResponderEliminar
  65. Seguidores fieis,

    Vejam TODOS o video que a Maria Polar referiu:
    http://www.youtube.com/watch?v=Vt4zgy8DSJQ

    Vejam uma outra «xaninha»,

    Lutemos para que a nossa Xaninha não tenha um destino semelhante.

    Vejam o video...
    é muito sugestivo e com demasiada parecença com a realidade da Xaninha.

    ResponderEliminar
  66. Catarina

    Por isso eu comentei e sugeri que comentassem a noticia.

    Mas porque será que vinda da xaninha está dependente da vontade da Natália?

    Por favor, perguntem á menina o que ela quer, ela quererá viver em Portugal com os pais afectivos que ama, com os amigos que cá deixou na escola, com toda a comunidade que a viu nascer e crecer no seio de uma familia feliz, com princípios e muito amor, carinho para dar, tudo o que se dá a uma filha. Do amor à alimentação e a pretecção.

    Não permitam que a felicidade da Xaninha fique refém da vontade da pessoa que a teve.

    Esta menina tem todas as condições em portugal para ser feliz, não permitam que mais um trauma a vá castigar indo para outra familia russa, por muito bem que fosse tratada.

    Meu Deus, deixem a Xaninha regressar, viver feliz cá, se julgarem melhor, não perder o contacto com a Natália, mas dando-lhe o direito de vicer uma vida equilibrada e feliz.

    Esta menina é inteligente é educada, criou a sua estrutura emocional com quem a criou, não lhe dêm mais traumas.

    Meu Deus, não é dificil, nem impossível de concretizar isto.

    È só os adultos querem e agirem com o coração, que também é importante, e pode resolver muitos problemas impossíveis.

    A Xaninha merece ser feliz, por ela, pela sua felicidade, permitam que a criança venha para Portugal.

    Não queremos mais crianças tristes, mais crianças infelizes, está na hora de tratar humanamente os casos que temos, não aumentar mais um na estatística.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  67. Poderiamos enviar este Video para as autoridades Russas e Portuguesas, com uma mensagem simples:

    NÃO CONSINTAM QUE ACONTEÇA À ALEXANDRA

    Alguém tem uma «mailing lista» organizada que possa colocar aqui, no Blog?

    Obrigada.

    ResponderEliminar
  68. quem tiver os contactos do juiz por favor façam-lhe chegar esse video...será para ele um motivo de reflexão para a sua reforma que devia ser compulsiva...

    Maria Polar

    ResponderEliminar
  69. Olá a todos,

    Estamos todos ansiosos e revoltados. Isto de perguntarem a Nátalia se quer vir para Portugal "pode ser treta", ela pode estar a ser pressionada para dizer "não querer vir para Portugal". Não é assim que se faz. Continuo a achar este advogado do Casal Pinheiro um pouco fraco.Mas pronto...vamos ver...coincidencia ser no dia 20...não acham?Perguntem à criança, o que ela quer...Quem sabe se a falta de noticias da Xaninha já é um propósito...das autoridades russas...até podem dizer que a criança já não quer falar com os pais afectivos...isto não é justo..é revoltante.Levem estes videos com a vida feliz da Xaninha e mostrem ao embaixador russo, apresentem-lhe provas em como a criança foi maltratada pelos pais biológicos e o estado em que a criança foi entregue ao Casal Pinheiro e o milagre que eles conseguiram com a Xaninha. Será que não são humanos, porque a Xaninha está dependente da vontade da Natália? O que é isto?

    Vamos continuar aqui pela Xaninha e não quebrar esta força que nos une a todos.

    Força casal Pinheiro, e espero que o advogado da familia tenha expediente para fazer frente a esta situação e bater o pé.

    Beijos Xaninha, adoramos-te
    Isabel

    ResponderEliminar
  70. "Crianças: Separação das pessoas de quem gostam por decisão judicial é atentado, IAC

    O Instituto de Apoio à Criança defende que as crianças não sejam afastadas, por decisão judicial, daqueles com quem criaram fortes ligações afectivas. A separação sem consentimento é um atentado contra a felicidade dos mais pequenos, alerta a presidente do instituto.

    O respeito pela opinião das crianças e o direito a serem ouvidas é um dos quatro princípios base da Convenção dos Direitos da Criança, que esta sexta-feira comemora 20 anos. Mas, na opinião de Dulce Rocha, estes são direitos muitas vezes esquecidos na barra dos tribunais.

    “As crianças ainda não se conseguem fazer ouvir”, lamenta a presidente do Instituto de Apoio à Criança (IAC), defendendo alterações à Lei de Protecção de Menores e Jovens em Risco que garantam um “maior respeito pela criança”.

    Entre as mudanças, a magistrada considera urgente que nos processos de reintegração familiar deixe de haver uma ruptura com as pessoas com quem os mais pequenos desenvolveram “laços afectivos importantes”.

    “Na lei, não há a consagração desse direito, que é o do respeito pelas relações afectivas. Entende-se que a criança pode ser colocada aqui e ali como se fosse um objecto. Pensa-se que vai sofrer, mas pouco”, criticou Dulce Rocha.

    A magistrada fala em defesa daqueles que “mal nascem são colocados noutras famílias”, desenvolvendo relações semelhantes à da filiação com pessoas “que apesar de não serem os seus pais biológicos cuidam deles durante muito tempo”.

    Para a presidente do IAC, a separação traduz-se “num sofrimento continuado e muito profundo” que pode provocar “efeitos devast adores no desenvolvimento da criança, com consequências dramáticas na juventude e na idade adulta”.

    Outra das mudanças propostas pelo IAC passa pela monitorização dos processos de reintegração, “para se poder voltar atrás caso não resulte”.

    “Pensamos que este 20º aniversário da Convenção dos Direitos da Criança, que terminará só em Novembro do ano que vem, é a altura ideal para rever alguns aspectos da lei de protecção que fariam com que houvesse uma maior atenção em alguns casos e um maior respeito pela criança”, defendeu.

    Dulce Rocha aponta o início do próximo ano para começar as conversações. Os grupos parlamentares estão na mira da procuradora e ex-presidente da Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens em Risco.

    A proposta da procuradora já foi enviada em 2008 à Assembleia da República e no documento o IAC reafirma o direito de a criança a ser ouvida, garantir a livre expressão do seu pensamento e a participação nas decisões que lhe dizem respeito, tal como reconhece o artigo 12 da Convenção sobre os Direitos da Criança.

    “Vinte anos depois da Convenção dos Direitos da Criança e 30 anos depois do Ano Internacional da Criança, penso que faz todo o sentido que desenvolvamos esta ideia de que o bem-estar psicológico é fundamental para um desenvolvimento equilibrado da criança”, sublinhou.

    “Queremos que o mundo seja mais feliz. Que não haja crianças deprimidas que geram adolescentes revoltados e adultos infelizes. Se pudermos melhorar, porque não?”, conclui a presidente do IAC que lança um desafio: “ouvir mais as crianças para que elas consigam falar"

    Pior é que ninguém as quer ouvir - tudo na mesma, por mais que gritemos continua tudo na mesma!

    ResponderEliminar
  71. Porque a Dra Dulce Rocha não vai a esta reunião? podia ser que abrisse a mentalidade a estas pessoas que não defendem o direito das crianças.

    Convidem a Dra Dulce Rocha..ou não interessa o que esta senhora defende, vai contra aos pensamentos das pessoas que não prestam?

    Sinceramente estou muito pessimista, porque isto é só para deitar areia para os nossos olhos, o estratagema já está estudado e já está tudo resolvido, isto é um pro-forma, só para nos enganar.

    A ausencia de contactos da Xaninha com os pais afectivos...acham que isto mão é planeado? Claro que é tudo planeado...pelas entidades russas e por a familia Zarubina.

    Já está tudo decidido, acreditem nisto, por muito que nos custe a acreditar.

    Sinto uma revolta tão grande que só me apetece gritar bem alto "Cobardes, pessoas sem escrupulos, insensiveis...e mais...só que o que eu aqui queria dizer é bem ofensivo...mas nós que estmos pela Xaninha sabem o que eu me apetecia dizer....

    Bem ajam a todos

    Xaninha estás sempre no nosso coração e no nosso pensamento, acredita minha querida.

    Isabel

    ResponderEliminar
  72. Boa tarde.

    Será que não é possível saber se a Xaninha continua forçosamente isolada e sem poder contactar com a família Pinheiro.

    Compreendam por favor que também ansiamos por saber como está a menina.

    Se puderem digam algo.

    Nazaré

    ResponderEliminar
  73. Boa Tarde

    Vi agora o video que a Maria Polar indicou.
    Tremendo!
    Que coisa horrível. Nem quero pensar que a Xaninha tenha de passar por coisa semelhante.

    Mas também acho que se a tiram da Mãe para adopção com outro família, como será o pensamento da Menina?
    Só com 6 anitos o que irá naquela cabeça andar a passar de casa para casa e de caras para caras. Que se passará naquela cabecita?
    Meu Deus que triteza.
    Que (des)humanidade é esta?

    Acho que o Advogado da Família Pinheiro já vai para esta reunião com sentido derrotista.
    Corrijam-me se estiver enganada.

    Como pode ele sózinho fazer frente a um Embaixador russo?

    São perguntas que faço a mim mesma, com uma tristeza de morte.

    E depois? Será que se continuamos a tentar saber para onde ela vai (se for)?
    Poderemos saber como ela está, como passa?

    Meus amigos, não dá para escrever mais. A emoção é muita e no local de trabalho...é um problema.

    Até mais logo

    Isabel Ferreira

    ResponderEliminar
  74. Boa tarde,

    Catarina, você poderia colocar o link do artigo acima?

    Também não gostei muito da declaração do advogado (se for verdade), parece que já está antecipando o futuro de uma forma negativa... Ouvindo isto, o que resta fazer??? Muito estranho.

    A ideia da presidente do IAC ir à reunião seria excelente! Srs. Administradores... Não seria uma boa ideia??? Haveria alguma possibilidade de um convite formal?

    Universalista,

    É mesmo isso... Não há gritos que lhe cheguem aos ouvidos!! Mas não podemos desistir.

    Sabem que se o processo de uma criança de risco estiver pronto para ir para adopção e acontecer dos pais bios resolverem "apelar", o processo demora mais 6 meses a voltar a andar?? Ou seja, o estado dá mais 6 meses para os pais. Pena que 6 meses na vida de uma criança pode fazer uma diferença estrondosa.

    Hoje conheci um menino de 2 anos (retirado e sem poder ir para a adopção e nem voltar para casa, etc, etc, etc, etc) que não sorri.
    Não sorri. Pede colo para todo mundo, fica 2 minutos e já vai para outro adulto, não consegue criar nenhum vínculo... E não sorri.

    O que estamos a fazer?

    ResponderEliminar
  75. BOA TARDE O MEU NOME É SUSANA,PELA PRIMEIRA VEZ VENHO AQUI,MAS TODOS OS DIAS VENHO AO BLOG PARA VER QUAIS SÃO AS NOTICIAS SOBRE ESTA MENINA TÃO QUERIDA DE TODOS NÓS.NÃO SEI SE JÁ REPARARAM MAS HÁ UM NOVO CONTACTO,HOJE DIA 18 ÁS 11.00H.
    TENHO UMA MENINA COM 4 ANOS E UM MENINO COM 11,SÓ DE IMAGINAR QUE UM DIA PODESSE FICAR SEM ELES ENTRO EM PANICO.
    TUDO O QUE EU DESEJO A ESTA MENINÉ COMO SE TIVESSE A DESEJAR PARA OS MEUS FILHOS.
    DEUS QUEIRA QUE TUDO SE RESOLVA PELO MELHOR,
    POIS ESTA MENINA QUE JÁ SOFREU TANTO (E QUE AINDA CONTINUA A SOFRER)MERECE TUDO,MAS MESMO TUDO DE BOM...

    BEIJINHOS PARA TI MINHA QUERIDA XANINHA

    ResponderEliminar
  76. ESTOU TÃO CONTENGTE HOUVE HOJE UM CONTACTO COM A XANINHA!!!!!!!!!!!!!! GRAÇAS A DEUS.... COMO ELA ESTÁ? ALGUEM PODE DIZER????


    MUITO, MUITO, OBRIGADA FAMILIA PINHEIRO POR NÃO DESITIREM BEM HAJAM!!!

    UM BEIJINHO

    PAULA ODV

    ResponderEliminar
  77. http://www.correiodominho.com/noticias.php?id=18069

    Link da noticia do correio do minho.

    ResponderEliminar
  78. Paula ainda bem que deu essa informação, é que eu tinha acabado de pedir para nos informarem se a situação referente à falta de contactos se mantinha.

    Peço desculpa ,mas é que eu ainda não consigo visualizar os contactos, não me aparece informação sobre os mesmos.

    Mas mesmo assim se nos pudessem dar mais alguma informação, também sofremos muito pela Xaninha.

    Nazaré

    ResponderEliminar
  79. Fiquei muito feliz por ter havido contacto. Falaram mesmo com a Xaninha? Ela está bem?
    Podem dizer alguma coisa para nos sossegar?

    Acabei de enviar um mail à Dra. Dulce Rocha a pedir para ela, se puder, intervir na reunião que vai haver no MNE.
    Penso que seria uma mais valia. Se ela pudesse!

    o mail - se mais alguém quizer... é

    iacsede@netcabo.pt

    DIGAM ALGUMA COISA DA MENINA, OK?

    Isabel Ferreira

    ResponderEliminar
  80. Obrigada por já haver um contacto.
    Mas por favor continuamos ansiosos para saber se falaram mesma com a Xaninha. Digam alguma coisa.

    Também quero comunicar que enviei um email para IAC sede (ao cuidado Dra. Dulce Rocha) a apelar a presença da Dra. na reunião com MNE.

    Obrigada a todos

    Xaninha continuamos aqui por ti minha querida
    Força Casal Pinheiro

    ResponderEliminar
  81. Caros Amigos,



    Fiquei tão triste com a notícia que vem no Correio do Minho!
    Não consigo ficar feliz com a ideia de a Xaninha ser adoptado por um outro casal russo! Sei que é bem melhor do que estar com a Natália, mas isso será melhor do que ficar com a Sua Mãe? E por mãe refiro-me à D. Florinda!
    Que raios! Serão as crianças meros objectos que ora se põem aqui ora se põem acolá?! Que mundo este que se diz Humanizado!
    Aguardo ansiosa pela decisão do próximo dia 20 fazendo figas para que um milagre aconteça!
    Concordo em absoluto com o envio de um email à Presidente do IAC para que esta esteja presente na reunião.
    Assim que for possível irei enviar.
    Gostaria, se fosse possível, que os administradores do blog se pronunciassem sobre o contacto que houve com a Xaninha. Gostava muito de saber como ela está!
    Carla porque é que esse menino de que fala não está disponível para adopção? Se se encontra nesse estado o que viveu deve ser terrível e ainda assim encontra-se preso à família biológica?

    ResponderEliminar
  82. Pois eu concordo com a solução de ser adoptada por outro casal!
    Se a Natália não quiser regressar essa é a melhor solução. Claro que todos queríamos que ela ficasse com os pais de acolhimento, mas não sendo isso possível, a menina vai ficar para sempre nesta situação? Ja fez meio ano, daqui a pouco faz um ano e ? Esta na mesma ? Não pode !
    Tenho medo que, caso a tirem a Natália venha aquele que se diz pai e fique com ela, e pior a leve para a ucrania. Perante estas hipoteses todas acho que a salvação desta criança seria mesmo outro casal que a quisesse adoptar e amar como filha. Poderia sempre manter o contacto com os pais de acolhimento e vir cá passar ferias.

    ResponderEliminar
  83. Boa tarde,
    Quando entrei no blog e reparei que já tinha havido um contacto com a NOSSA XANINHA hoje, disse em voz alta: graças a Deus... fiquei tão feliz, mesmo sem saber como correu, só em pensar que em princípio a XANINHA já conseguiu ouvir novamente a voz da MÃE e PAI, e vice versa, já para mim é motivo de alegria, mas adorava saber como está a NOSSA PRINCESA??
    Para ti minha querida XANINHA: penso em ti, fico em silêncio, choro, procuro respostas, mas apenas me surgem interrogações, porque não te consigo ajudar?
    Um beijao enorme de quem te ADORA

    ResponderEliminar
  84. Olá, boa tarde a todos!

    Administradores:
    Apesar de não conseguir visualizar o painel dos contactos, dizem que finalmente houve um contacto com a Xaninha!!!
    O que nos podem contar sobre isso?

    Sobre a notícia co Correio do Minho, também me pareceu um discurso muito derrotista...e o pior é que o Dr. João lá saberá porque está a dizer isto (está em posse de muito mais informações do que nós). Isto é que me preocupa e me deixa angustiada!

    Bom, só nos resta aguardar....

    Um abraço a todos os amigos da Xaninha!

    Pela Xaninha, SEMPRE!!!
    Ana Carla Carvalho

    ResponderEliminar
  85. Amigos

    Estou contente porque há indicação de que houve um contacto com a Xaninha.

    Ouviu a MÂE, falou com a MÃE!

    Não a privem dos pais afectivos. Está mais que visto que a Xaninha anseia, está cheia de saudades e está desejosa de estar e viver com os pais afectivos em Portugal.

    Esta menina merece ser feliz, tragam a menina de volta para Portugal, onde ela quer viver.

    Quanto à reunião, peço encarecidamente ao Dr. João que tenha uma visão não estritamente jurídica, o direito também é humanista.

    Não partamos com ideias pré estabelecidadas, nem convicções, que podem e devem ser alteradas, para bem e felicidade de uma criança.

    A Dra. Dulce Rocha também deveria estar presente, as decisões têm também de ser afectivas.

    Então para que serve, todas as teorias, os discursos, as convenções sobre as crianças, os seus direitos e os direitos humanos.

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  86. Boa Noite, tenho seguido diariamente o blog...e hoje senti necessidade de me expressar...quando penso na Xaninha sinto um aperto no coração... mas acalmo um pouco porque tenho a certeza que esta criança está protegida pelo Manto da Protecção Divina...sei que o Anjinho da Guarda dela está sempre pertinho a protege-la em todos os momentos...e sinto que a Xaninha vai ser Feliz e os sonhos dela vão-se realizar...

    Aos pais que sempre lhe deram Amor e a atençao que ela precisava...OBRIGADO por serem como são...pessoas de bom coração...e acreditem sempre que a Vossa menina nunca vos esqueceu nem irá esquecer...que DEUS vos ABENÇOE e ILUMINE.

    Aos apoiantes REZEM MUITO pela XANINHA, para que esteja sempre protegida. Paula Cardoso

    ResponderEliminar
  87. Leonor,


    Eu também concordo com a adopção no caso de não poder regressar ao casal Pinheiro. O que eu quis dizer é que só ficaria verdadeiramente feliz se ela voltasse para o casal Pinheiro. Acho que essa era a verdadeira solução, aquela que ela queria.
    Mais uma vez vai conhecer uns estranhos que se vão dizer seus pais... é complicado.
    Mas claro que concordo que esta situação não se pode arrastar infinitamente.
    Só gostaria que o Ideal acontecesse...

    ResponderEliminar
  88. Fiquei muito feliz por ter havido contacto com a Xaninha. Estou com muito receio, parece estar tudo encenado, espero estar enganada.
    Que tudo corra pelo melhor para a Xaninha.
    Um beijinho para ela e para a Lúcia.
    Força aos adm. a ao casal.

    ResponderEliminar
  89. Também gostaria...seria a verdadeira justiça...fazer prevalecer o desejo daquele anjinho, viver com quem mais deseja...os seus verdadeiros AMORES, OS PAIS QUE QUER E AMA, mas peço muito a DEUS caso não volte... que a deixem manter contacto com eles...

    ResponderEliminar
  90. Boa noite:

    Quanto ao advogado do casal Pinheiro (a mudança de estratégia):

    A) - Notícia datada de 21 de MAIO de 2009 no Correio da Manhã, sob o título de «Despedida: Caso da criança retirada à família de acolhimento “Não sabe que já não volta”», pode ler-se o seguinte:

    "VAMOS A TRIBUNAL EUROPEU
    Os pais afectivos da menina russa não têm 'praticamente esperanças nenhumas' de reaver a menina, mas, mesmo assim, asseguram que não vão desistir. 'Infelizmente, isto acabou aqui, mas nós vamos continuar a lutar, se não for para mais nada, para provar ao senhor juiz que causou tudo isto que ele não tem razão', disse ao CM João Pinheiro, acrescentando: 'Vamos para Tribunal Europeu'. O advogado João Araújo apoia esta intenção e diz que, 'mesmo sem efeitos práticos, é importante em termos morais'."

    Fonte:
    http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?contentid=D1B408C8-411C-4F2B-865E-795042145F89&channelid=00000009-0000-0000-0000-000000000009

    B)- Notícia publicada no DN em 22 de SETEMBRO de 2009 sob o título de "Casal de Barcelos avança para Tribunal Europeu"

    "Os pais adoptivos de Alexandra, a criança russa, vão recorrer para o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos da decisão do juiz da Relação de Guimarães que entregou a menor à mãe adoptiva. O casal decidiu avançar para a Europa depois de a avó materna de Alexandra ter avisado que a neta não vai regressar a Barcelos."

    "Mas o advogado do casal, João Araújo, disse que mesmo que o Tribunal Europeu decida a favor do casal, "não se pode exigir que a Rússia entregue a menina". E concluiu: "Será apenas uma vitória moral.""

    Fonte: http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1368371&seccao=Norte

    Conclusão: o casal Pinheiro não avançou para o Tribunal Europeu.
    De início, o advogado apoiava, embora opinasse que nada daí sairia, para além de uma vitória moral. Numa segunda fase, parece ter desistido de apoiar.

    No meu entender, mesmo que o desenlace se restringisse à tal vitória moral, teria repercussão para a Rússia e causaria a este Estado bastantes embaraços, danos e prejuízos futuros, tenha-se em conta a repercussão que o assunto (a hipotética condenação do Estado Português no caso Alexandra e o reconhecimento implícito do erro judicial cometido pelo magistrado Gouveia Barros) teria a nível internacional, mormente na Internet e a nível interno da Rússia.

    Questiono-me, e aos leitores : um advogado que estivesse competentemente empenhado no processo, devendo saber do passado alcoólico da Natália, ao deparar-se com o relatório do Hospital Psiquiátrico de S. Marcos, em que se diz não haverem vestígios de vício de alcoolismo, não deveria logo ter agido no sentido de questionar a veracidade ou qualidade de tal relatório, e requerer ao tribunal que fosse efectuado um segundo relatório?

    Mais notícias: os advogados de ambas as partes, lamentam as condições deploráveis em que ocorreu a entrega da Alexandra na Segurança Social.

    "João Araújo, representante da família de acolhimento, lamenta que o processo não tenha sido mais salvaguardado, para proteger a criança, e adianta que pediu a presença da Polícia."

    Fonte: Jornal de Notícias, título, « Gritos e lágrimas na entrega de menina à mãe biológica - Dezenas de pessoas à porta da Segurança Social de Braga a contestar processo controverso »

    http://jn.sapo.pt/paginainicial/interior.aspx?content_id=1236310#AreaComentarios

    ResponderEliminar
  91. Houve concerteza erros graves de parte a parte,
    talvez até má orientação mas neste momento não há volta a dar (julgo que o prazo para o TEDH já terminou)a única solução que vejo para a pequenina é a adopção por famílias russas (a intervenção da embaixada russa no caso não é, para mim, sinal de um final como todos nós desejamos)e os nossos políticos são o que são...
    A Natália se quisesse vir não ía esperar pelo último momento para se decidir, acho tudo cada vez mais estranho. Espero poder, dia 20 ou 21, dizer que me enganei e ver a pequenina Alexandra regressar a Portugal, alguém disse que os milagres acontecem também quero crer que sim apesar da pouca participação dos homens!

    ResponderEliminar
  92. Bom dia amigos!

    Estive a ler atentamente todos os comentários...

    Estou tão confusa, tão ansiosa que nem sei o que pensar!

    Vejo muitas hipóteses em cima da mesa, mas apenas uma me parece ser realmente positiva para a Xaninha, que é voltar para a família Pinheiro, a familia que a ama e que fez dela a criança linda que ela é!

    Também a mim isto tudo me parece um pro-forma, espero estar enganada...

    Mantenho ainda uma esperança que na hora de decidir o futuro desta menina tenham em conta o que a fará mais feliz!!!

    Faz hoje precisamente meio ano, que a Xaninha entrou na minha vida para nunca mais sair...

    Fiquem bem.

    ResponderEliminar
  93. Xaninha

    Que os corações e os caminhos que te trazem de de novo a Portugal se iluminem.

    Querida, tu merecerces ser feliz, és uma criança, que tens uma vida toda à tua frente, cheia de luz e cor.

    Permitam que a Xaninha regresse e volte de novo a sorrir!

    È uma criança, meu Deus, que não tem culpa nenhuma do que lhe aconteceu, foi vítima das atitudes dos adultos.

    Atitudes, sem respeitar os seus sentimentos, as suas vontade, a sua felicidade.

    Não é difícil, nem impossível a Xaninha voltar, o AMOR tudo vence.

    Respeitemos esta criança, não permitam que fiquem toda a vida com a angustia de que podiam ter decidido de forma diferente, mais justa.

    Que Deus perimita, que esta menina volte de novo a sorrir, os olhos a brilhar de felicidade, junto de quem mais ama, no país que ama.

    Deus, permita que esta menina volte!

    Graça Lobato

    ResponderEliminar
  94. Caros amigos desta caminhada:

    Tenho estado ausente da participação deste blog, no entanto arranjo todos os dias uns instantes para vir saber de alguma novidade.

    Quero agradecer à Teresa, à Paula, à Marisa por terem a delicadeza de me enviar por mail (que nem sempre consigo ver todos os dias) algumas notícias que vão surgindo.

    É com pesar que escrevo estas linhas e com uma dor que esmaga o peito. É certo que a Alexandra não vai voltar.

    No que depende das autoridades russas, vai imperar a sua soberania (penso que em Portugal fariamos a mesma coisa e não mandariamos uma criança para fora do pais dos seus progenitores...). No que depende das autoridades portuguesas e pessoas influentes "com boas intenções mas que nada fazem", podemos limpar as mãos à parede.

    Neste momento mais do que preocupada com a volta ou não da Alexandra a Portugal estou deveras apreensiva com a "saúde" mental da pequenina. O que lhe está a contecer é trágico.

    Tragédia que começou com a mãe que a pariu. Tragédia que continuou com o inteligente do juíz que deu a sentença e que analisou à lupa todo o processo e que ouviu todos os intervenintes no mesmo. Tragédia que tem continuado na Rússia devido às privações que a Alexandra tem passado e aos graves problemas de alcoolismo e uma espécie de esquizofrenia (não sei se alcoolica) por parte da Natália. Tragédia continuada de que não se apercebe que tentam "ganhar" dinheiro à conta da sua inocência.

    Mas uma tragédia maior se avizinha. O seu futuro. Ir parar a um orfanato? Ser adoptada por estranhos? Para uma criança é dramático. Poderá pensar eventualmente: ninguém me quer. Vai ter se de habituar a novos rostos, a novos sentimentos. Será talvez como eu sou: nunca me liguei a lugar nenhum nem a ninguém. Terá medo de voltar a amar (porque não sabe se voltará a perder essas pessoas). Ficará cada vez mais fechada em si mesma, revoltada com tudo e com todos. Serão sentimentos que não vai exteriorizar (infelizmente) mas estarão sempre lactentes dentro do seu inconsciente, como forma de se proteger.

    É lamentável chegarmos a este ponto de situação de "no return". Mais uma vez digo: é com muita dor que escrevo estas linhas.

    ResponderEliminar
  95. Boas,a todos estes amigos,

    cada vez somos mais e mais unidos pela nossa Xaninha voltar para Portugal.Acredito que vai ser a nossa união, esta familia tão grande que a Xaninha tem agora, que vai trazer a nossa menina para a mãe Florinda.

    Se nada disto resultar vamos precisar de dinheiro ... em vez de gastar-mos em prendas de Natal vamos engrossar a nossa conta.
    Infelizmente os homens nada fazem e só o dinheiro tem poder ... por isso tanto admiro a Isabela e o Miguel Macedo estes Admin.do nosso BLOG que tanto têm feito pela nossa Xaninha sem nada pedir em troca.

    Voçês nem imaginam os gastos o tempo que tiram á familia só para estarem a tempo inteiro para este assunto: A Xaninha voltar para Portugal.

    Volvidos 6 meses,deram provas que tudo têm feito por esta Princesa,e nunca deram uma única desculpa pessoal para não tratar do assunto.Antes pelo contrario estão sempre disponiveis.Voçes são os meus HEROIS.

    Aqui deixo estas palavras pois tenho a certeza que neste momento o desgaste emocional é imenso.
    Muito obrigado por existirem no mundo pessoas como vocês.

    ResponderEliminar
  96. Bom dia amigos

    Mais um dia pela Xaninha

    Para ti minha querida muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  97. Boa tarde amigos,

    Quero partilhar convosco o meu estado de ansiedade em relação ao dia de amanhã, só em pensar que vai ser decidido, entre aspas, o futuro da NOSSA PRINCESA, PRINCESA esta que nunca deveria nos ter deixado, se não fosse pela falta de humanidade de alguém(alguém esse que nós simplesmente ignoramos).
    Peço que rezamos todos pela NOSSA LINDA PRINCESA. Sou mãe de uma menina com 4 anos e a XANINHA é a ''minha'' outra filha por quem eu luto diaramente.
    Para ti XANINHA, desejo-te um resto de dia fora do normal, para te poderes esquecer, pelo menos durante algum tempo, do teu sofrimento, e embora não saibas, tens parte do mundo contigo...e acredita se podesse ia-te buscar...
    O meu beijinho de hoje para a minha FLÔR XANINHA.
    ADORO-TE

    ResponderEliminar