sexta-feira, 29 de maio de 2009

Mãe biológica poderá ter recebido dinheiro para participar em programa televisivo

Diário de Noticias
(29 Maio)

A versão electrónica do diário Komsomolskaia Pravda considera que Natália Zarubina, mãe biológica da menina russa que foi retirada a um casal de acolhimento temporário português, poderá ter aceite ir ao programa "Que falem!" a troco de dinheiro.

...Um dos bloggers citados pelo newsru.com, que assina com o pseudónimo de vatoljich, diz conhecer pessoalmente a família de Natália Zarubina, pois viveu na mesma aldeia.

"Os juízes portugueses cometeram um erro grande, muito grande. Ela (Alexandra) vem de uma família portuguesa normal para condições horríveis, mesmo segundo os padrões russos. A casa está a cair, não tem comodidades algumas, é aquecida por um forno. Na família há apenas uma pessoa normal, a velha avó. Os restantes bebem muito", escreve o blogger.

Em relação à reportagem do canal NTV, onde se vê Natália a bater na filha, o newsru.com destaca um dos primeiros comentários colocados sob a cópia colocada no Youtube por cibernautas russos: "Essa reportagem foi feita pela minha amiga. Ela veio chocada da viagem (a Iaroslavl. terra natal de Natália). Contou que, ainda no aeroporto, a mamã começou por exigir cerveja. A menina, cansada e com fome, começou a queixar-se e recebeu imediatamente uma bofetada da mãe".

Continua: http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1246499&seccao=Norte

28 comentários:

  1. Seria muito importante mandar emails para as associações de estudantes das universidades de Braga e do Norte, visto que normalmente são os que se levantam do sofá para ir e organzam-se bem organizados.

    Alguém sabe nomes de faculdades de Braga e do Norte?

    Sofia

    ResponderEliminar
  2. Olá. Façam um texto para as Universidades e eu envio.

    ResponderEliminar
  3. Arranjei estes mails:
    gcii@reitoria.uminho.pt ; aeump@umoderna.pt ;sec@aaeum.pt ; aeflup@letras.up.pt ; aeffup@ff.up.pt

    ResponderEliminar
  4. acho que devia ser do mail pelaalexandra que este mail para as universidades deveria ser enviado... Sr Miguel pode enviar? com link do blog

    ResponderEliminar
  5. Contactei a Associação académica e enviei um mail que pedi para afixarem Sugeriram contactar a rádio Universitária 253 200 630.

    ResponderEliminar
  6. A menina já não volta,com muita mágoa minha

    ResponderEliminar
  7. Anónimo das 16:04 penso que o melhor é mesmo as associações de estudantes.

    P.S. Ao outro anónimo, são esses pensamentos que levam as pessoas a não aderir...

    Sofia

    ResponderEliminar
  8. E volta mais depressa do que aquilo que julgam....!!!

    ResponderEliminar
  9. tenho muita Fé... muita coisa está a mexer...e a Srª Mãe Biológica... só está a mostrar ao mundo o que realmente é...

    ResponderEliminar
  10. Vocês deviam ir para o Twitter e para o Facebook!

    É do melhor para divulgar. A Oprah também tem twitter.

    Criem um twitter para a Xaninha e encham as caixas de toda a gente...

    ResponderEliminar
  11. já há uma causa no facebook, vejam:
    http://apps.facebook.com/causes/289782/14321122?m=1cba23b2
    mas os membros ainda são poucos...
    a nível internacional o facebook é muito mais conhecido que o HI5. acho que o HI5 não terá grande impacto...
    se tiverem facebook juntem-se à causa e recrutem membros!

    ResponderEliminar
  12. Cada vez esta história se torna mais sórdida... A miúda cansada e com fome ainda leva um estalo depois de ser arrancada do carinho e amor que a rodeava. Espero alguém seja humano e tente reverter esta situação. Façam de tudo PF! Eu não consigo dormir em paz...

    ResponderEliminar
  13. Não desistam enviem mails para todos os organismos públicos mas SEMPRE com respeito e pedir a ajuda deles...Só a Russia nos pode ajudar...

    http://www.kremlin.ru/eng/articles/send_letter_Eng1a.shtml

    Departamento de protecção dos direitos das crianças, a educação especial
    e reabilitação:

    Chefe de Departamento:
    Pakhomov Irina
    pakhomova@region.adm.yar.ru

    Vice-Chefe:
    Bayumova Svetlana
    bayumova@region.adm.yar.ru

    Consultor:
    Anuchina Elena Pavlovna
    Anuchina@region.adm.yar.ru

    ResponderEliminar
  14. Podem também enviar mensagens para a tenista Maria Sharapova atrvés da sua página na net (mariasharapova.com), pois ela tem uma fundação que ajuda crianças de todo o mundo.
    Podem também enviar para outras figuras públicas bem como desportistas russos.
    Eu já enviei.
    Força Alexandra

    ResponderEliminar
  15. Alguém sabe colocar uma fotografia no google earth.
    Vamos colocar lá a Xaninha.

    ResponderEliminar
  16. QUEM PUDER FAÇA TUDO ESTA MENINA MERECE

    NOSSA SENHORA DE FATIMA VELE POR ELA

    ResponderEliminar
  17. Bem se a nossa vontade e esforço de a querer de volta fosse suficiente a menina´nem sequer tinha saído do pais.
    Quem tenha os meios necessários para enviar todos estes mail's e outras coisas que o faça para o bem dela.
    Fiquei chocadissima ao ler que a menina com fome ainda levou uma bofetada, por favor, será que ninguém faz nada, é preciso tanta manifestação? Onde estão as pessoas influentes que conseguem sempre o que querem? aparecam!!!

    ResponderEliminar
  18. Já envio um mail á tenista Maria Sharapova.
    Aguardamos o desenvolvimento. Que deus a protega para evitar uma desgraça

    ResponderEliminar
  19. a responsavel pela fundação da Maria Sharapova:
    Angela.Lavinski@imgworld.com

    ResponderEliminar
  20. Esta Mãe não é Mae verdadeira é uma vaca que nunca quis saber da filha e agora deve querer vende-la na Russia, este Juiz ainda tem lata de vir a televisão e nem mostra o focinho devia era ter vergonha e é isso que teve vergonha da decisão porca que tomou, isto revolta-me como cidadão e Pai que sou... Revoltem-se....

    ResponderEliminar
  21. Rapariga muito simpática, tenho uma terrível em condições necessárias para salvar a rapariga...

    ResponderEliminar
  22. http://tv1.rtp.pt/noticias/?headline=46&visual=9&tm=8&t=Autoridades-russas-averiguam-condicoes-em-que-vive-Alexandra.rtp&article=223054


    Reportagem de jornalista português na Rússia sobre a Xana

    ResponderEliminar
  23. sou da Ucrânia. os pais da Alexandra, escrevei-me! tenho uma idéia.
    DVK@sapo.pt

    ResponderEliminar